Os melhores cabeleireiros masculinos de Nova York

Divulgação
Profissionais oferecem corte original, bom papo e ambiente elegante

Resumo:

  • Para clientes cada vez mais exigentes, salões de beleza masculinos em Nova York oferecem uma experiência única e um corte original;
  • A diferença entre esses profissionais, chamados de hair stylist em inglês, e os barbeiros tradicionais são os instrumentos usados e a habilidade com diversos tipos de cabelo;
  • Um dos nomes recomendados é Dhiran Mistry, para quem desenvolver um relacionamento pessoal com o cliente é tão importante quanto criar cortes sob medida.

Quando se trata de cortes de cabelo masculino em Nova York, as opções são infinitas. Para algo rápido e básico, existem as barbearias. Mas, já que a melhor maneira de se destacar é ter um estilo único, os cabeleireiros profissionais entram em cena.

LEIA MAIS: Camisas sob medida em Paris e Nova York

“Um barbeiro é treinado para cortar com máquinas elétricas e lâminas de barbear”, diz Garrett Bryant, proprietário do Hawthorne, salão situado no bairro de Chelsea. Takamichi Saeki, do Takamichi Hair, no Lower East Side, concorda: “Os cabeleireiros profissionais são treinados para lidar com qualquer comprimento e volume de cabelo, oferecer tratamentos e usar tesouras”. Além de cortar diversos tipos de cabelo, esses especialistas passam mais tempo personalizando a experiência, ao criar um relacionamento com o cliente.

Veja, na galeria de fotos abaixo, 6 cabeleireiros com habilidade inigualável com a tesoura, bom papo e ambiente elegante em Nova York:

  • Takamichi Saeki

    Onde: Takamichi Hair, 263 Bowery, (212) 420-7979

    Quanto: US$ 200

    Por quê: Este loft arejado e bem iluminado, de 185 metros quadrados, é uma combinação de salão de cabeleireiro e galeria de arte — a exposição inclui artistas como Santi Moix e Kat Kohl, amigos de Saeki, que já foi pintor. Assim como seus colegas, o cabeleireiro prioriza a “forma pela forma”, e criou uma técnica que “permite ao cabelo crescer sem perder o corte”. Assim, o cliente parece charmoso por semanas. Seu trabalho é refinado, porém discreto.

    Produto favorito: “Eu não saio de casa sem produto no cabelo. Uso um toque da R+Co’s Mannequin Styling Paste, da marca R + Co (US$ 28), para manter o penteado todo o dia, como uma escultura.”

  • Garrett Bryant

    Onde: Hawthorne, 100 W. 23rd St, 4° andar, (917) 886-1167

    Quanto: US$ 115 (cabelos curtos) e US$ 150 (longos)

    Por quê: No ano passado, depois de cortar suas costeletas nos melhores salões da cidade, Bryant decidiu trabalhar sozinho e lançou o Hawthorne, um conceito exclusivo de estilo e coloração colaborativa. Para garantir que cada cliente saia com um visual original, ele se inspira em estilos e gêneros de todos os tipos. (Não é de admirar que seus frequentadores estejam entre os maiores nomes do mundo da arte e da moda.) “Ninguém deveria sair parecendo que acabou de cortar o cabelo. Os clientes devem ter a melhor aparência.” (O salão também merece pontos por ser o único de Nova York a oferecer preços com base na neutralidade de gênero e na inclusividade.)

    Produto favorito: “O Mare Mediterranean Sea Mist da Reverie (US$ 34) é o melhor para criar uma textura natural e uma aparência perfeitamente desleixada. Também cheira bem.”

  • Dhiran Mistry

    Onde: David Mallett, 29 Greene St, 5° andar do The Webster Soho, (212) 960-8900

    Quanto: US$ 200

    Por quê: Para Mistry, desenvolver um relacionamento pessoal e honesto com os clientes é tão importante quanto criar cortes sob medida. “A comunicação é fundamental. Homens nem sempre são os melhores em se expressar, então é ótimo encontrar alguém que ouça e entenda o que você quer.” Com um cabeleireiro tão conversador, o tempo voa no salão elegante — com jeito de apartamento parisiense –, desenhado pelo aclamado arquiteto Charles Zana. Antes que você perceba, terá um ótimo corte de cabelo.

    Produto favorito: “O spray de sal australiano de David Mallett (US$ 40) cheira bem e trabalha com qualquer textura de cabelo. Ele ajuda os fios a secar bem e tem aderência, sem ser pegajoso.”

  • Rodney Cutler

    Onde: Cutler Salon, 465 West Broadway, (212) 308-3838

    Quanto: de US$ 160 a US$ 200

    Por quê: Embora Cutler tenha sido, há muito tempo, um dos grandes nomes da New York Fashion Week, os clientes do estilista nascido na Austrália (que também é ex-jogador de rugby e atual maratonista) tendem a ser “menos influenciados pelas tendências” e mais motivados por suas carreiras e estilo de vida. Sua lista de frequentadores varia de estudantes a banqueiros, mas todos saem com cortes altamente usáveis ​​e atemporais, com um toque inconfundível.

    Produto favorito: “Redken Outshine (US$ 19,50) é um creme de limpeza que eu posso usar na maioria dos tipos de cabelo para adicionar textura, suavizar os cachos ou até para dar mais peso.”

  • Greg Cassese

    Onde: Cutler Salon, 465 West Broadway, (212) 308-3838

    Quanto: US$ 140

    Por quê: Se a versatilidade e a baixa taxa de “manutenção” são mais vantajosas para você, considere cortar o cabelo com o Cassese — que é conhecido pela navalha e pelos cortes que ficam fantásticos mesmo sem cremes ou produtos. Mas não se deixe enganar pelo descontraído. “Eu desenho tudo para que possa ser usado para o escritório, ou texturizado para uma noite fora”, diz. “O que mais gosto é de fazer as pessoas se sentirem novas de novo”. (Um desabafo: Cassese salvou minhas mechas depois de um corte catastrófico, de uma cabeleireira autoproclamada “estilista de celebridades”, e me ajudou a me apaixonar pelo corte de cabelo curto. Nunca voltarei ao estilo longo.)

    Produto favorito: “Fatboy Perfect Putty (US$ 21) é extremamente flexível e tem um acabamento fosco. Você pode aplicar mais, para uma fixação maior, ou menos, para uma textura leve.”

  • Martial Vivot

    Onde: Martial Vivot, 39 W 54th St, (212) 956-2990

    Quanto: US$ 420

    Por quê: O profissional francês, que quer “mudar o mundo, um corte de cabelo de cada vez”, pode cobrar o maior preço desta lista, mas seus clientes fiéis acreditam que ele vale cada dólar — se não mais. E por que? Os salões de Vivot são discretos, com o ar de um clube masculino exclusivo (com bebidas gratuitas, salas particulares para cortar o cabelo e TVs de tela plana). Seus cortes são inquestionavelmente exemplares — “Minha abordagem única é: textura antes de comprimento” — e continuam elegantes por pelo menos um mês.

    Produto favorito: “O Martial Vivot Paste (US$ 30) é o meu favorito, por causa de seu acabamento fosco e seco.”

Takamichi Saeki

Onde: Takamichi Hair, 263 Bowery, (212) 420-7979

Quanto: US$ 200

Por quê: Este loft arejado e bem iluminado, de 185 metros quadrados, é uma combinação de salão de cabeleireiro e galeria de arte — a exposição inclui artistas como Santi Moix e Kat Kohl, amigos de Saeki, que já foi pintor. Assim como seus colegas, o cabeleireiro prioriza a “forma pela forma”, e criou uma técnica que “permite ao cabelo crescer sem perder o corte”. Assim, o cliente parece charmoso por semanas. Seu trabalho é refinado, porém discreto.

Produto favorito: “Eu não saio de casa sem produto no cabelo. Uso um toque da R+Co’s Mannequin Styling Paste, da marca R + Co (US$ 28), para manter o penteado todo o dia, como uma escultura.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).