Três destinos de viagem imperdíveis para amantes de gatos

Gettyimages/PhotographybyAdri
Que tal dar uma voltinha pelo mundo inspirada nesses lindos bichanos de quatro patas?

Resumo:

  • Todo dia é dia de celebrar a vida de nossos amigos peludos, mas quem sabe fazer um roteiro de viagem inspirado neles pode ser ainda mais divertido; 
  • Pirâmides, santuários e savanas são alguns cenários de felinos pelo mundo.

VEJA TAMBÉM: Rei Leão da vida real: conheça os safáris africanos

Pessoas que amam gatos celebram seus bichanos todos os dias, com galeria de fotos no celular, memes de felinos e conversas com outros entusiastas sobre roupas e acessórios. Mas que tal dar uma voltinha pelo mundo inspirada nesses lindos bichos de quatro patas? Seja um lugar com uma rica história felina ou uma área em que pode experienciar alguns encontros, aqui estão três destinos que quem adora gatos vai querer incluir em sua lista de próximas viagens.

  • Cairo, Egito

    Os antigos egípcios adoravam e veneravam os gatos. Em um nível prático, as pessoas utilizavam a habilidade dos felinos para caçar roedores como uma forma de se manterem livres de pestes, mas a disposição e o comportamento natural dos gatos facilitaram sua associação com as divindades. O amor do animal por descansar à luz solar, por exemplo, relacionou-o ao deus do sol, Ra. Os primeiros registros arqueológicos de gatos no Egito aconteceram há quase 5.000 anos e suas primeiras aparições foram por volta de 1.000 a.C. Existiam enormes cemitérios dedicados a gatos (equipados com decoração elaborada e invólucros).

    Combinado a toda essa história está um dos marcos mais famosos do país, a Grande Esfinge de Gizé. Retratando a criatura mística de um leão com uma cabeça humana, acredita-se que esta estátua de calcário foi erguida para comemorar o faraó Khafre.

    Experimente o passeio Essential Egypt, do Topdeck. Explore a história e a cultura do Egito (e o amor pelos gatos) com os túmulos, pirâmides e estátuas em cidades como o Cairo e outros lugares.

  • Roma, Itália

    Quando estiver em Roma, coma montes de macarrão e sorvete, olhe para o imponente Coliseu em completa admiração e jogue uma moeda na Fontana de Trevi. Mas, se os gatos não saem de sua mente, não se esqueça de parar no Lago di Torre Argentina. Entre esses quatro antigos templos (alguns do século 3 a.C.), Júlio César foi assassinado. Hoje, porém, o local é o refúgio adorável de mais de cem gatos. Se tiver sorte, você vai pegá-los descansando nas ruínas e aproveitando o sol.

    Voluntários desse santuário trabalham sete dias por semana para alimentar, cuidar e propiciar um lugar seguro e a oportunidade de adoção aos felinos da área. Mesmo se você não está a procura de um novo gatinho para a sua vida, os visitantes podem descer os degraus para fazer uma doação e ver alguns bichanos pessoalmente.

    Italianos, no geral, amam gatos. Não fique surpreso ao encontrar felinos amigáveis ​​andando pelas ruas onde quer que você passeie ou relaxando como residentes honorários em lugares como a Libreria Acqua Alta, em Veneza.

    Experimente o passeio Best of Italy, da Trafalgar. Você vai experimentar muitos destinos italianos, incluindo Milão, Veneza e Florença, e, claro, terá a chance de passear por Roma e conhecer o Lago di Torre Argentina por conta própria.

  • Arusha, Tanzânia

    Nada se compara a observar a vida selvagem em seu habitat natural, e um safári vai te dar a chance de ver alguns “gatos” bem grandes, como leões e leopardos. Em um safári africano, você pode ser sortudo e avistar os Grandes 5, grupo que inclui também rinocerontes, elefantes e búfalos. Vale a pena acordar cedo para ter uma amostra desses animais extraordinários.

    Mas por que a Tanzânia? Bem, esse país concentra o maior número de leões da África inteira. Isso por si só é impressionante, considerando que a população de leões caiu drasticamente e soma menos de 20 mil. No entanto, ter essa rica experiência requer pesquisa. Inclua no seu roteiro uma agência de turismo renomada que dê ênfase na importância de uma viagem responsável.

    Experimente o passeio Tanzania Safari, da Intrepid. O itinerário tem foco na vida selvagem da Tanzânia, incluindo o Parque Nacional do Lago Manyara e o Parque Nacional Serengeti.

Cairo, Egito

Os antigos egípcios adoravam e veneravam os gatos. Em um nível prático, as pessoas utilizavam a habilidade dos felinos para caçar roedores como uma forma de se manterem livres de pestes, mas a disposição e o comportamento natural dos gatos facilitaram sua associação com as divindades. O amor do animal por descansar à luz solar, por exemplo, relacionou-o ao deus do sol, Ra. Os primeiros registros arqueológicos de gatos no Egito aconteceram há quase 5.000 anos e suas primeiras aparições foram por volta de 1.000 a.C. Existiam enormes cemitérios dedicados a gatos (equipados com decoração elaborada e invólucros).

Combinado a toda essa história está um dos marcos mais famosos do país, a Grande Esfinge de Gizé. Retratando a criatura mística de um leão com uma cabeça humana, acredita-se que esta estátua de calcário foi erguida para comemorar o faraó Khafre.

Experimente o passeio Essential Egypt, do Topdeck. Explore a história e a cultura do Egito (e o amor pelos gatos) com os túmulos, pirâmides e estátuas em cidades como o Cairo e outros lugares.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).