Assynt é o destino mais incrível da Escócia no momento

Arterra-GettyImages
Com cerca de 450 quilômetros quadrados de área, o local tem paisagem costeira de montanhas que é impressionante e deslumbrante para fotos

Resumo:

  • Costa do Assynt é um prato cheio para turistas que buscam tranquilidade e são amantes de caminhadas e paisagens naturais;
  • A área de aproximadamente 450 quilômetros quadrados possui mais cervos do que habitantes;
  • Região passou a atrair mais visitantes após o lançamento da rota North Coast 500;
  • Hotéis oferecem informativos com as atrações e passeio locais, além de refeições para seus hóspedes levarem nas aventuras.

“Não há melhor maneira de apreciar a beleza de Assynt do que a pé”, diz Ken Keith, um guia que vive na paróquia escocesa também chamada de Assynt, situada nas Terras Altas do Norte, na costa oeste do país.

VEJA TAMBÉM: Saiba mais sobre o castelo escocês que é centro de uma disputa judicial de US$ 700 mi

Segundo Keith, há centenas de trilhas que os viajantes podem fazer na área, que variam de intensas -um dia inteiro até montanhas de 1.000 metros de altura- a passeios suaves de uma hora em terreno plano. O guia lidera excursões em grupo de uma semana para a empresa de turismo Wilderness Scotland e disse que a viagem dá aos visitantes apenas uma pequena fatia do que Assynt tem a oferecer.

Com cerca de 450 quilômetros quadrados de área, o local tem paisagem costeira de montanhas que é impressionante e deslumbrante para fotos. Com uma população de aproximadamente 1.000 habitantes, há mais cervos do que pessoas na região.

Comparada a Edimburgo ou à Ilha de Skye, ambas populares entre os turistas internacionais, essa parte do país é praticamente desconhecida. Recentemente, no entanto, Assynt, particularmente seu apelo como destino para caminhadas, está chamando a atenção e atraindo mais visitantes.

A mudança se deve principalmente à North Coast 500, uma rota cênica de 830 quilômetros que foi lançada no final de 2015, na tentativa de atrair mais visitantes para as Terras Altas do Norte; o trajeto começa e termina em Inverness e circunda a costa da região, que inclui Assynt.

Tom Campbell criou a North Coast 500 depois de trabalhar para a North Highland Initiative, uma organização sem fins lucrativos criada pelo príncipe Charles para promover o crescimento econômico nas montanhas do norte. “Eu sabia o quão impressionante era essa área da Escócia, mas os turistas não chegavam até aqui”, disse ele. “As estradas da North Coast 500 existem desde sempre, mas dar a elas um nome era uma maneira de atrair pessoas.” O site da rota tem exemplos de itinerários para atrair viajantes, além de sugestões de pontos turísticos, restaurantes para jantar e locais de hospedagem.

E AINDA: 10 aeroportos mais cinematográficos do mundo em 2019

O empreendimento de Campbell alcançou um grande sucesso: segundo um estudo de 2017 da Universidade de Glasgow, por conta da rota os visitantes gastaram £ 9 milhões em 2016. No mesmo ano, as empresas relataram um aumento de 20% a 25% nas receitas.

Embora o Assynt seja uma pequena parte da rota, o impacto observado na região é notável: os operadores turísticos, a confiança local e os hotéis relatam um aumento significativo de turistas que visitam a paróquia local para passear.

A Wilderness Scotland, por exemplo, oferece um pacote à região há dez anos, mas desde que a North Coast 500 foi lançada, sua popularidade disparou, segundo Ben Thorburn, chefe de marketing da empresa. “Passamos de uma ou duas viagens por ano, que sempre tinham espaços vagos para mais pessoas, a pacotes quase esgotados”, disse ele. “No próximo ano, venderemos sete”.

High Life Highland, um fundo de caridade que cuida das paisagens de Assynt, também oferece caminhadas guiadas. Os passeios gratuitos que acontecem duas vezes por semana e variam de algumas horas a um dia inteiro, acontecem há 20 anos, mas a North Coast 500 os transformou em uma atividade cobiçada, disse Andy Summers, um dos guardas do grupo que lidera as caminhadas. “Não tínhamos muitas pessoas antes, mas agora, é preciso reservar com algumas semanas de antecedência para conseguir uma vaga”, disse ele.

Os hotéis em Assynt também relatam um crescimento no número de hóspedes que participam de itinerários focados em caminhadas. O Inver Lodge Hotel, na encantadora vila de Lochinver, possui comodidades que incluem um informativo com descrições de vários passeios e a opção de levar uma refeição embalada para as excursões.

LEIA AQUI: 20 melhores destinos de viagem para mulheres

O Albannach Hotel, também em Lochinver, adota uma abordagem personalizada para os amantes de trilhas: o coproprietário Colin Craig, um ex-funcionário de resgate em montanha, conversa com os hóspedes sobre seus interesses e habilidades e faz sugestões individuais de caminhadas. Os visitantes partem para os passeios com refeições saborosas para a aventura, como salmão defumado em pão caseiro e queijos locais.

Todas as caminhadas são espetaculares, mas a montanha Suilven, de 730 metros de altura, é sem dúvida a mais desafiadora.

Os passeios que duram mais de sete horas partem de Lochinver com direito a estradas rochosas e lagos reluzentes como diamantes. A subida exige um pouco de esforço na escalada sobre as pedras, mas as vistas do topo de toda a costa norte fazem o esforço valer a pena.

Nas caminhadas costeiras, os viajantes são contemplados com praias semelhantes às de água azul no Caribe, rochas de três bilhões de anos, pequenas colônias de focas, pássaros como gaivotas e uma diversidade de plantas e flores, o que inclui orquídeas rosas e roxas.

Durante a visita, é obrigatório programar um tempo de descanso para participar de uma jornada de um dia até Sail Gharbh, um pico de 790 metros de altura em Quinag, parte de uma trio de montanhas. O passeio até o topo passa por arenito vermelho antigo e riachos quase secos. A vista no cume é de montanhas acidentadas, rochas em ruínas e lagos reluzentes. Uma visão de tirar o fôlego.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).