Conheça o resort que tem seu próprio festival de música

Conheça o resort que tem seu próprio festival de música - Foto divulgação Sani Club
Sani Resort é o refúgio ideal para quem procura tranquilidade, seja acompanhado, sozinho ou em família

Fuja da onda de calor que assola a Europa com uma passagem pelo Sani Resort durante o festival internacional de música na península celestial de Halkidiki, no norte da Grécia, que acontece todos os anos entre julho e agosto – em 2018, aconteceu de sete de julho a 18 de agosto.

VEJA TAMBÉM: 5 motivos para visitar o Acqualina Resort & Spa, na Flórida

Muitas vezes esquecida pelos turistas que visitam as ilhas do país, Halkidiki, também conhecida como local de nascimento de Aristóteles, é um paraíso selvagem revestido de águas azul-turquesa localizado a menos de uma hora de carro da próspera cidade cultural de Thessaloniki.

“Halkidiki é, basicamente, uma península com três dedos”, ri o nosso motorista de táxi enquanto entramos na estrada local, com olivais e vinhas que se estendem até onde os olhos podem ver em ambos os lados. “A mais próxima, Kassandra, é para passeios em família. A do meio é Sithonia, ideal para momentos a dois. E a mais distante, Monte Athos, é indicada para quem quer desfrutar da própria companhia.”

Kassandra, adornada com um emaranhado de florestas cheias de plantas e animais selvagens, é abençoada com praias dignas de cenas de filmes – além de um punhado de hotéis e vilas. Ela ainda vive em ritmo local, especialmente na região mais próxima da ponta sul. Sithonia, a parte remota da península, tem sido um imã para os turistas gregos que procuram um ambiente mais autêntico, enquanto Monte Athos é um pouco mais enigmático. Um enclave reservado apenas para homens, possui um punhado de mosteiros com visitas que requerem permissão.

Confira, na galeria de fotos abaixo, o resort grego de luxo da península de Halkidiki:

  • Sani Club: um resort além do estereótipo

    Complexo que engloba cinco hotéis que se estendem por 4 quilômetros quadrados ao longo da costa, tem até uma marina própria e recebe um festival anual de música.

    Se você espera encontrar um local lotado de hóspedes agitados ao som de música alta e gritos de crianças correndo pela piscina sem supervisão, terá uma surpresa, uma vez que o Sani evita os clichês dos tradicionais resorts de férias.

    As dúvidas desaparecem quando nos deparamos com os deslumbrantes azuis da lagoa cristalina do hotel, além de moradores extraordinariamente civilizados. Não há crianças desenfreadas correndo, nem adultos vermelhos-lagosta inchando ao sol enquanto bebem sua terceira cerveja antes da hora do almoço. E, certamente, não há música alta ecoando pela piscina, jogos de vôlei aquático ou aeróbica extenuante conduzida por um professor realmente entusiasmado.

    Hospedar-se no Sani Club, graças à sua localização na extremidade sul dos aglomerados de hotéis, é estar na mais isolada das cinco propriedades. Os quartos são pequenas moradias privativas, montadas como uma aldeia de mini casas de férias, escalonadas em um penhasco intercalado com pinheiros ondulantes e com vista sobre o mar.

    Cada um dos cinco hotéis do resort tem atmosfera própria e decoração distinta, bem como um punhado de restaurantes, uma grande piscina principal e uma praia privada – e, mais importante, são todos silenciosos e surpreendentemente espaçosos pela dimensão do local, mesmo com capacidade máxima.

  • O litoral dos sonhos

    Sani fica tem uma localização privilegiada ao longo da costa cercada por densas florestas de pinheiros perfumados. Cada resort tem a sua própria praia, que não demanda uma caminhada de mais de cinco minutos. Mas o local vencedor é Bousoulas Beach, ao norte, propriedade com estilo anos 1970. Do Sani Club, a praia fica a uma curta distância de ônibus, mas vale a viagem. O longo trecho de fina areia dourada alinhada por uma piscina tranqüila de águas azul-turquesa corre até onde os olhos podem ver de um lado, e um pinhal queimado pelo sol fica do outro. A definição de férias perfeitas.

  • Quartos com vistas para o mar idílico

    As villas, decoradas com bom gosto em verde mar ou azul-celeste, são arejadas, contam com camas king-size e uma infinidade de travesseiros aconchegantes, bem como uma banheira independente onde você pode passar horas. Certifique-se de pedir um quarto com varanda que percorra toda a extensão da sala com vista para o mar, pois alguns quartos têm vista para o jardim.

  • Comida por todos os lados

    Tão agradável quanto os quartos é a exploração culinária. O Sani tem mais de 20 restaurantes que vão da gastronomia italiana a bufês japoneses e internacionais. Há, ainda, alternativas como o Water, localizado na boutique Sani Asterias, com cardápio do chef francês Jacques Chibois, do Bastide Saint Antoine em Grasse, sul da França, e o restaurante japonês de sashimi Katsu, inspirado nos restaurantes Matsuhisa.

    Nosso go-to place, no entanto, foi Ouzerie. Os suculentos pratos preparados com produtos de origem local, como haloumi (queijo tradicional cipriota) e peixe fresco, são modelados em uma taverna tradicional grega, servidos grelhados e encharcados em azeite de oliva virgem. E fica melhor porque a excelente cozinha tem uma vista que combina perfeitamente com o enredo – empoleirado acima do mar, as águas azuis luminosas esticam todo o caminho até o horizonte.

  • Sani Festival

    O resort possui uma pequena colina com a Stavronikita Tower, construção que remonta a 1543. É aqui em “Sani Hill”, com a torre como pano de fundo, que é realizado anualmente o Sani Festival.

    Agora em sua 26ª edição, o evento deste, que aconteceu de sete de julho a 18 de agosto, contou com um time de estrelas internacionais que deu vida à península durante o período do evento. Quem deu início às festividades foi o trompetista alemão Till Brönner, cuja música é fortemente influenciada pelo bebop e pelo pop, e já trabalhou com artistas como Jeff Hamilton e Nathalie Cole, além de cantores como Annie Lennox e Melodie Gardot.

    A atração principal do festival foi a artista premiada com o Grammy Angélique Kidjo, que, além de cantora, é ativista beninense que a “Time Magazine” chamou de “principal diva da África” ​​e que a BBC incluiu entre as 50 figuras mais emblemáticas do continente.

    Entre outras apresentações desta edição estiveram a da vocalista norte-americana de jazz Cécile McLorin Salvant; o show City of Mirros de Vivaldianno; a da talentosa cantora e compositora Katerina Polemi; a do compositor e maestro grego Stavros Xarchakos; e a do vocalista grego Alkistis Protopsalti; além do encerramento com a Orquestra Sinfônica de Thessaloniki.

Sani Club: um resort além do estereótipo

Complexo que engloba cinco hotéis que se estendem por 4 quilômetros quadrados ao longo da costa, tem até uma marina própria e recebe um festival anual de música.

Se você espera encontrar um local lotado de hóspedes agitados ao som de música alta e gritos de crianças correndo pela piscina sem supervisão, terá uma surpresa, uma vez que o Sani evita os clichês dos tradicionais resorts de férias.

As dúvidas desaparecem quando nos deparamos com os deslumbrantes azuis da lagoa cristalina do hotel, além de moradores extraordinariamente civilizados. Não há crianças desenfreadas correndo, nem adultos vermelhos-lagosta inchando ao sol enquanto bebem sua terceira cerveja antes da hora do almoço. E, certamente, não há música alta ecoando pela piscina, jogos de vôlei aquático ou aeróbica extenuante conduzida por um professor realmente entusiasmado.

Hospedar-se no Sani Club, graças à sua localização na extremidade sul dos aglomerados de hotéis, é estar na mais isolada das cinco propriedades. Os quartos são pequenas moradias privativas, montadas como uma aldeia de mini casas de férias, escalonadas em um penhasco intercalado com pinheiros ondulantes e com vista sobre o mar.

Cada um dos cinco hotéis do resort tem atmosfera própria e decoração distinta, bem como um punhado de restaurantes, uma grande piscina principal e uma praia privada – e, mais importante, são todos silenciosos e surpreendentemente espaçosos pela dimensão do local, mesmo com capacidade máxima.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).