Quer comprar um rinoceronte? Há 21 deles que vão a leilão

Um grupo de 21 rinocerontes serão leiloados no próximo dia 9, em um evento da Christie’s, coincidindo com a reunião de líderes mundiais, em Londres, para a Conferência Internacional sobre o Comércio Ilegal de Vida Silvestre, organizada pelo governo britânico e com a expectativa de oferecer uma oportunidade para os governos se comprometerem a acabar com o comércio global de vida selvagem ilegal.

LEIA MAIS: Eletrobras obtém R$ 1,3 bi em leilão de ativos

Os rinocerontes foram apresentados nas ruas de Londres, em uma campanha especial, a Tusk Rhino Trail, #rhinos, lançada pela Fundação Tusk para aumentar a conscientização sobre a ameaça constante da caça furtiva à sobrevivência dos animais icônicos na África, e para celebrar sua magnificência através de esculturas.

As 21 esculturas exclusivas, com curadoria de Chris Westbrook, foram especialmente pintadas e doadas a Tusk pelos principais artistas contemporâneos, entre eles, Marc Quinn, Zhang Huan, Gavin Turk, David Yarrow e os irmãos Chapman. Cada um foi patrocinado por um partidário ou parceiro da Tusk.

Os fundos arrecadados com a venda de cada escultura de rinoceronte individualmente desenhada e pintada, com outras obras de arte doadas por Tracey Emin, David Shrigley e Julian Opie, apoiarão os esforços de conservação a longo prazo de Tusk.

“Estamos em um ponto de crise em que a ameaça aos rinocerontes significa um risco real de perdermos para sempre essas espécies quase pré-históricas”, disse Charlie Mayhew, CEO da Tusk. “Somos incrivelmente gratos a todos os incríveis artistas, generosos patrocinadores e parceiros envolvidos.”

SAIBA TAMBÉM: Malásia apreende contrabando de chifres de rinoceronte

A população de rinocerontes em toda a África está em perigo, ameaçada por uma crise global de caça furtiva. O comércio ilegal de animais silvestres é hoje a quarta maior indústria criminosa do mundo, depois do tráfico de drogas, de armas e de seres humanos. Graças às ações de determinados conservacionistas, governos e doadores, certo número da população de rinocerontes se mantém.

Globalmente, no entanto, os rinocerontes estão em crise e mais ações são necessárias para garantir que os números possam subir e que essa espécie, que está em extinção, não se perca para sempre. Estima-se que a cada oito horas, um rinoceronte seja caçado. Com essa taxa de perda, e sem a intervenção necessária, os rinocerontes podem se extinguir em 15 anos.

“Ninguém sabe quantos chifres de rinoceronte foram realmente enviados de volta à Ásia como supostos troféus de caça”, escreveu o “New York Times” em um recente artigo sobre a inutilidade dos esforços de autoridades de deter indivíduos que supostamente são chefes do tráfico de animais selvagens.

O jornal informa que a África do Sul, de 2013 a 2010, tem registros de mais de 650 ‘troféus’ de rinocerontes que deixaram o país com destino ao Vietnã.

“Por causa da maneira como as redes de caça furtiva e tráfico funcionam, derrubar qualquer um desses supostos chefes não deterá o comércio ilegal”, diz o jornal, que conclui que os esforços de conservação só poderiam ser bem-sucedidos se governos, organizações internacionais, autoridades alfandegárias e outros autoridades cooperarem e compartilharem informações.

  • Artista: Glen Baxter

  • Artista: Ronnie Wood

  • Artista: Zhang Huan

  • Artista: Rob & Nick

  • Artista: Nick

  • Artista: Eileen Cooper

  • Artista: David Yarrow

  • Artista: Garry McGovern

  • Artista: Gavin Turk

  • Artista: David Mack

  • Artista: Axel Scheffler

Artista: Glen Baxter

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).