Os 10 melhores destinos para mergulhar em 2019

Dizem que as pessoas são do mar ou da montanha. Eu, particularmente, sou do #timeoceano. Para mim, o mar ainda é uma das grandes incógnitas da Terra. Apesar de próximo de nós, sabemos pouco sobre ele — temos imagens melhores de Vênus, Marte e da Lua do que do fundo do mar.

VEJA TAMBÉM: Conheça quatro destinos exclusivos para relaxar no Brasil

Com as viagens de aventura entre as tendências mais quentes de 2018, o que deve se manter no ano que vem, mais e mais viajantes se embrenham por esse desconhecido para ampliar seus limites. Para ter experiências que as mantenham ativas física e mentalmente, que abram seus olhos para algo novo — você já viu um nudibrânquios (molusco) de perto? Para viver experiências que as distanciem dos telefones, do mundo conectado, e as coloquem de novo em contato com a natureza.

Separe seu equipamento de mergulho e veja a seguir os 10 melhores destinos para mergulhar em 2019:

  • 1. Savusavu, Fiji

    Considerada a capital dos corais moles do mundo, Fiji não pode ser deixada de lado. De lírios do mar a nudibrânquios, estrelas azuis e coberturas surpreendentes de corais ao longo dos recifes — é impossível saber o que vai maravilhá-lo em Savusavu.

    Uma alternativa de hospedagem é o resort de Jean-Michel Cousteau, o legendário octogenário que está sempre por lá, em visita. Nunca se sabe quando ele vai se juntar a um barco para um mergulho — o que deve ser uma experiência e tanto.

    Não deixe de visitar: Reserva Marinha do Namena

  • 2. Cuba

    Por uma razão ou outra, Cuba figura em todas as listas de viagens. E aqui ela entra por um motivo e tanto: o crocodilo de água salgada. Isso mesmo, você leu bem.

    Em Cuba, você pode mergulhar e flutuar com esses répteis espetaculares e aterrorizantes de 23 metros de comprimento em manguezais de água salgada. A sensação é de adrenalina — e batimentos cardíacos acelerados. Esse é o maior crocodilo da Terra e, segundo a National Geographic, o animal mais propenso a comer um ser humano.

    Não deixe de visitar: Jardines de la Reina

  • 3. Dahab, Egito

    A Península do Sinai teve sua cota de problemas no passado, mas o momento é de transição positiva. Os turistas estão retornando, e as coisas estão voltando ao normal. Se bem que, em se tratando de mergulho, a falta de turistas não é o pior que pode acontecer: pelo contrário, a ausência de mergulhadores, e da poluição que vem com os turistas, dá ao recifes a chance de se reconstruírem em paz.

    Por isso, este é um dos melhores lugares para ver recifes intocados e vida selvagem. Com ótimos locais acessíveis na costa de Dahab, a região é o paraíso dos mergulhadores. E é barata: estações como o centro de mergulho Red Sea Relax cobram apenas 25 euros (menos de 30 dólares) pela prática.

    O Blue Hole é um dos locais de mergulho mais perigosos do mundo e, com certeza, um dos que devem estar na sua lista.

    Não deixe de visitar: El Bells — Blue Hole

  • 4. La Paz, México

    Jacques Cousteau chamou o Mar de Cortez de “o aquário do mundo”. Há uma boa razão para isso: o local reserva muitas experiências aquáticas, de nadar com tubarões-baleia e leões marinhos em Isla Espíritu Santo a um mergulho noturno com arraias — El Bajo é a montanha submersa que atrai grupos de tubarões-martelo e isso faz de La Paz um dos principais destinos de mergulho do mundo.

    Não deixe de visitar: El Bajo

  • 5. Bodrum, Turquia

    É comum se desprezar o mergulho no Mar Egeu, uma vez que o Mediterrâneo está logo ali na esquina. Mas está longe de ser uma aventura desprezível. A calma e a dimensão da ilha de Orak, uma pequena formação rochosa perto da costa de Bodrum com paredes de pedra de mais de 40 metros mar adentro e uma paisagem de outro mundo, tornam esta área um tanto atípica, mas de todo modo fantástica.

    É o tipo de lugar onde você mergulha mais pela beleza do entorno do que pela vida subaquática — embora ela também seja abundante. É também um lugar para mergulhadores novatos e experientes. Os mais graduados podem descer grandes profundidades para explorar as cavernas e rochas submersas, enquanto os iniciantes têm muito com o que se ocupar na superfície.

    Mas não é apenas a Ilha Orak que se destaca na região. O C-47 Dakota Airplane Wreck, avião afundado que assusta qualquer mergulhador, é outro ponto que vale a pena visitar.

    Como diz o ditado,”você nunca deixará Bodrum do mesmo jeito que chegou”.

    Não deixe de visitar: Ilha Orak

  • 6. Durban, África do Sul

    Se, como eu, você ainda pensa na franquia de Steven Spielberg toda vez que pula na água, talvez este destino não seja para você. Mas pense que, embora sejam de fato perigosos, os tubarões também são bonitos de se ver. Eles são os reis do oceano.

    Por outro lado, é emocionante encarar seus medos e observar essas criaturas graciosas em seu habitat natural. Durban é um dos melhores lugares do mundo para ver esses lindos animais. As agências de mergulho oferecem a chance do mergulho com isca, para quem quer enfrentar o medo de frente e ainda assistir a um tubarão fazer uma boquinha.

    Não deixe de visitar: Aliwal Shoal

  • 7. Península de Musandam, Sultanato de Omã

    Ao seguir para o Estreito de Hormuz do ponto mais ao norte do Sultanato de Omã, e para o Golfo Pérsico, o que se tem sob os pés — abaixo da superfície nesta região quase intocada — é verdadeiramente mágico.

    A visibilidade pode ser prejudicada por uma mistura de correntes, mas a paisagem subaquática exclusiva da região mais do que compensa as condições nem sempre ideais. O que você vai encontrar ao atravessar as falésias calcárias erodidas e as cavernas é imprevisível — mas é possível, de repente, se ver nadando ao lado de um grupo de arraias ou tubarões.

    Não deixe de visitar: as cavernas

  • 8. Ilha de Páscoa, Chile

    Não há como negar a tentação de mergulhar em uma das ilhas mais remotas e intocadas do mundo, um lugar que a maioria dos outros mergulhadores nem sequer se atreve a considerar pela baixa visibilidade. Mas, se você pensar que a visibilidade pode alcançar até 200 pés e que há cerca de 160 espécies de animais — como a tartaruga verde, bastante abundante na região –, há muitas razões para fazer essa viagem.

    Mais: você também terá a chance de conhecer os moais, as esculturas em pedra que dão renome à ilha — na região de mergulho de Moai, é possível inclusive nadar em volta de algumas esculturas submersas.

    Não deixe de visitar: a região de Moai

  • 9. Curaçao

    Mesmo para quem não é do time do mergulho, é impossível negar a beleza desta pequena ilha caribenha. Mesmo quem gosta de montanhas quer dar um mergulho nessa piscina idílica. Quando a água é tão clara que parece que os barcos levitam no ar, o sentimento é de estar em um lugar surreal, tanto em cima como embaixo da água.

    Não deixe de visitar: Watamula

  • 10. Ilha Yap, Estados Federados da Micronésia

    Há sempre uma criatura simbólica para um mergulhador. Seja tubarão-baleia, arraia ou tubarão-martelo, há sempre um bicho em particular que aqueles que mergulham adorariam. Para mim, é a jamanta.

    Não importa a quantidade de mergulhos que eu tenha feito, nunca tive sorte de observá-la. Meu grande erro foi não ter ido à Ilha Yap, um dos paraísos das jamantas. Lá, é possível encontrar mares calmos e condições favoráveis para mergulhar entre o final de maio e o início de novembro. Além da oferta de um curso sobre o animal oferecido aos mergulhadores.

    Eu certamente sei para onde meus planos de viagem me levarão nas próximas férias de julho.

    Não deixe de visitar: Vale das Arraias

1. Savusavu, Fiji

Considerada a capital dos corais moles do mundo, Fiji não pode ser deixada de lado. De lírios do mar a nudibrânquios, estrelas azuis e coberturas surpreendentes de corais ao longo dos recifes — é impossível saber o que vai maravilhá-lo em Savusavu.

Uma alternativa de hospedagem é o resort de Jean-Michel Cousteau, o legendário octogenário que está sempre por lá, em visita. Nunca se sabe quando ele vai se juntar a um barco para um mergulho — o que deve ser uma experiência e tanto.

Não deixe de visitar: Reserva Marinha do Namena

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).