Conheça o Fasano Salvador

Divulgação
A bela fachada de estilo art déco

Os últimos dois anos foram marcados por aberturas sucessivas do Grupo Fasano. Em 2017 foi entregue a propriedade de Angra dos Reis; na sequência, Belo Horizonte; e, no fim de dezembro de 2018, Salvador. Em paralelo, também já estão previstas novas inaugurações, sendo duas delas na Bahia (Trancoso e um resort no norte do estado) e um novo complexo híbrido de residências e hotel em São Paulo.

LEIA MAIS: Even e Fasano: parceria para negócio de R$ 720 mi

O hotel da capital baiana, visitado pela Forbes em janeiro, é uma parceria entre o grupo e a Prima Empreendimentos. Em 2005, a incorporadora comprou o edifício onde no passado funcionou o jornal “A Tarde”, quando estava em situação de abandono. Foram vários anos empenhados na restauração e remodelação do prédio e de seus arredores – bem à sua frente está a histórica Praça Castro Alves – que demandaram investimento de R$ 90 milhões.

A fachada do hotel manteve as características arquitetônicas originais, de estilo art déco. O edifício, construído nos anos 1930, é considerado um Bem Cultural da Bahia. O logo do jornal também foi mantido acima da porta de entrada, que recepciona os hóspedes em um clima vintage. O arquiteto Isay Weinfeld, a mente por trás do projeto, preservou elementos-chave do edifício e garantiu que o “sotaque baiano” estivesse presente. Parte dos pisos de taco é original do prédio e dois dos 70 quartos são tombados. São justamente esses que inspiraram a cor predominante no restante do hotel, um azul suave – visto nos corredores e em muitos detalhes.

A piscina no rooftop, que tem vista para a Baía de Todos-os-Santos, é um dos pontos altos da propriedade. Dali assisti a um dos pores do sol mais bonitos da minha vida. No mesmo andar está o spa, que oferece um menu de tratamentos exclusivos. No térreo, e aberto aos não hóspedes, fica o Restaurante Fasano, o primeiro fora de São Paulo. Ali, além dos best-sellers como o tiramisù, também há pratos baianos, assinados pela chef Tereza Paim (e dona do restaurante Casa de Tereza, um bom acréscimo no itinerário quando em Salvador). O concierge do hotel também colabora para que a programação fora do hotel corra perfeitamente. É possível reservar um barco, passar o dia em alto-mar e ir até o restaurante da Preta, na Ilha dos Frades. Já em solo firme, recomendo “comprar” um pedaço da Bahia na loja Casa Boqueirão, que tem curadoria impecável de designers locais, e conhecer o museu Casa do Carnaval da Bahia, também inaugurado em 2018.

Veja, na galeria de fotos abaixo, detalhes do hotel Fasano em Salvador:

  • O edifício, construído nos anos 1930, é considerado um Bem Cultural da Bahia

  • Piscina de uma raia com vista para a Baía de Todos-os-Santos

  • O primeiro Restaurante Fasano fora de São Paulo

  • Polvo na grelha com purê de batata, tomates e azeitonas

O edifício, construído nos anos 1930, é considerado um Bem Cultural da Bahia

Reportagem publicada na edição 65, lançada em fevereiro de 2019

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).