PagSeguro lança nova oferta de ações

iStock
A PagSeguro planeja usar os recursos da oferta primária para investir em novas tecnologias

A empresa de meios eletrônicos de pagamento PagSeguro lançou uma nova oferta de ações de até US$ 1,1 bilhão, uma das raras empresas da América Latina a se aventurar nos mercados de capitais nos últimos meses.

LEIA MAIS: PagSeguro tem salto no lucro do 1º tri, a R$ 148,5 mi

O plano, que ocorre meses após o bem-sucedido IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) do PagSeguro de US$ 2,26 bilhões em janeiro, é a terceira emissão de ações da América Latina desde abril, segundo dados da IFR.

O Goldman Sachs e o Morgan Stanley consultaram o mercado ontem (18) sobre a venda de 33 milhões de ações, sendo 11,55 milhões de uma oferta primária (papéis novos) e 21,45 milhões da secundária (ações detidas pelo controlador UOL).

O roadshow de três dias é mais longo do que os dois dias exigidos pelas regras de valores mobiliários dos EUA para emissores listados há menos de um ano.

Antes do lançamento do acordo, o Pagseguro fechou o pregão da Nyse em US$ 32,10, queda de 3,7% na sessão, mas acima do preço de US$ 21,50 em seu IPO em janeiro.

VEJA TAMBÉM: PagSeguro faz maior IPO de uma brasileira nos EUA

O PagSeguro divulgou um lucro líquido de R$ 148,5 milhões no primeiro trimestre, alta de 144,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, já que a receita mais que dobrou para R$ 928 milhões.

A PagSeguro planeja usar os recursos da oferta primária para investir em novas tecnologias para dar suporte à sua rede de pagamentos digitais.

O UOL reduziria sua fatia para 52,2% sobre o negócio, embora deva continuar a ter 91,6% das ações com direito a voto.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).