Partitura de Mozart e carta de Van Gogh vão a leilão

Lances esperados podem chegar a € 150 mil e € 300 mil, respectivamente

Uma partitura de Mozart e uma carta de Vincent Van Gogh estão entre centenas de artigos que podem ser comprados neste mês em leilões de itens de compositores, artistas e escritores.

LEIA MAIS: Conheça alguns dos itens mais caros já leiloados

Os artigos serão leiloados em Paris como parte de uma série de vendas que tem objetivo de liquidar uma coleção de 130 mil itens de peças de arte, música e literatura, organizada pelo grupo francês Aristophil, que foi criado em 1990 e levantou fundos de investidores em troca de uma porcentagem nos produtos.

O grupo faliu em 2015 e o fundador da Aristophil, Gerard Lheritier, foi colocado sob investigação por fraude. Ele nega a acusação.

A primeira venda foi realizada em dezembro e a próxima rodada começa nesta semana. Estima-se que a partitura de Mozart pode arrecadar entre € 120 mil e € 150 mil, enquanto uma carta com ilustrações de Van Gogh para seu amigo Anthon van Rappar pode ser vendida por um valor em torno de € 250 mil a € 300 mil.

“O mercado está aguardando estas vendas porque a Aristophil comprou tudo por diversos anos”, disse Claude Aguttes, da casa de leilões Aguttes. “Agora todas estas obras estão disponíveis novamente, então as pessoas estão felizes primeiro em poder vê-las em diversas exibições e, então, por poderem dar lances por elas e talvez adquiri-las.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).