Amazon vende 100 milhões de produtos em liquidação

iStock
Ações da companhia operavam perto da estabilidade hoje, depois de terem subido para o nível recorde de US$ 1.858,88 mais cedo

A Amazon.com disse hoje (18) que vendeu mais de 100 milhões de produtos no mundo durante a liquidação global Prime Day, apesar de problemas sofridos por aplicativo e sites da empresa que impediram clientes de fazerem compras.

VEJA TAMBÉM: Amazon anuncia compra da PillPack

As ações da Amazon operavam perto da estabilidade hoje, depois de terem subido para o nível recorde de US$ 1.858,88 mais cedo. A alta das ações levou o valor de mercado da empresa a alcançar, pela primeira vez, US$ 900 bilhões – marca que até hoje só havia sido atingida pela Apple.

A maior varejista online do mundo afirmou que registrou a maior venda diária dos alto-falantes Echo, o que foi possível com a concessão de grandes descontos. Os dispositivos Fire TV Stick e Echo Dot também estiveram entre os mais vendidos.

A promoção deste ano começou em 16 de julho e durou 36 horas.

Os problemas técnicos duraram pelo menos duas horas e foram provavelmente agravados por tráfego excessivo de consumidores, afirmou o analista Mark Mahaney, da RBC Capital Markets.

A varejista provavelmente faturou entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões na promoção e o valor bruto das mercadorias vendidas pela empresa e por terceiros superou US$ 3,5 bilhões, disse Mahaney.

LEIA: Alexa, da Amazon, será mordomo em hotéis Marriott

A Amazon afirmou que vendeu mais de 1 milhão de aparelhos de automação de moradias nos Estados Unidos.

A companhia não divulgou números de vendas totais na liquidação, que foi aberta apenas para membros do programa pago Prime em 17 países, ante 13 países no ano passado.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).