Cade aprova venda de canaviais da Usina Furlan

iStock
Raízen assumirá dois terços dos contratos agrícolas e de fornecimento

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou, sem restrições, a compra de canaviais da Usina Açucareira Furlan, em Santa Bárbara do Oeste (SP), pelos grupos Raízen Energia, joint venture entre Cosan e Shell, e São Martinho, segundo despacho publicado no Diário Oficial da União de hoje (26).

VEJA TAMBÉM: Empresas compram usina paulista por R$ 118 milhões

O acordo, que inclui ainda o arrendamento de terras de propriedade da Usina Furlan e da Agro Pecuária Furlan, havia sido anunciado no início de julho.

Concluída a operação, a Raízen assumirá dois terços dos contratos agrícolas e de fornecimento, que totalizam cerca de 1 milhão de toneladas de cana-de-açúcar na região, e o Grupo São Martinho se encarregará do restante. A transação, no valor de R$ 118 milhões, será paga pelas companhias na mesma proporção.

Em seu parecer, o Cade disse que a operação é “incapaz de alterar de modo relevante a estrutura” dos mercados de produção e comercialização de etanol e açúcar.

A Raízen é o maior grupo sucroenergético do mundo e conta com 26 usinas no país. Já o Grupo São Martinho tem unidades produtoras em São Paulo e Goiás.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).