Facebook identifica campanha de influência política coordenada

iStock
Empresa disse que detectou a campanha como parte de suas investigações sobre a interferência eleitoral

O Facebook identificou campanha coordenada de influência política por meio de dezenas de contas não autênticas em sua plataforma antes das eleições de novembro nos Estados Unidos, informou hoje (31) o “New York Times”.

VEJA TAMBÉM: Facebook é processado após queda das ações

A rede social disse hoje que removeu 32 páginas e contas do Facebook e do Instagram por estarem envolvidas em “comportamento não autêntico coordenado”.

“Esse tipo de comportamento não é permitido no Facebook porque não queremos que pessoas ou organizações que criam redes de contas enganem os outros sobre quem são ou o que estão fazendo”, disse a empresa em seu site.

“Ainda estamos nos estágios iniciais de nossa investigação e não temos todos os fatos – incluindo quem pode estar por trás disso”, disse o Facebook.

A empresa disse aos legisladores norte-americanos nesta semana que detectou a campanha como parte de suas investigações sobre a interferência eleitoral, informou o Times.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).