Groupon acusa IBM de extorquir empresas de tecnologia

iStock
A IBM moveu processo de US$ 167 milhões contra o Groupon

Um advogado da empresa de e-commerce de descontos Groupon disse em julgamento em Delaware ontem (19) que a IBM extorquiu praticamente todas as grandes empresas de tecnologia sobre taxas de patentes.

VEJA TAMBÉM: Resultados trimestrais da IBM superam estimativas

A IBM moveu processo de US$ 167 milhões contra o Groupon, acusando a empresa de infringir quatro patentes básicas de tecnologia da internet, em caso que está sendo seguido de perto pelo setor tecnológico.

O Groupon está se defendendo com base no argumento de que a IBM está usando patentes ultrapassadas para arrancar dinheiro de outras companhias de tecnologia com ameaças de litígio.

“A IBM abordou todas as empresas importantes do setor de tecnologia da web cobrando patentes”, disse o advogado do Groupon J. David Hadden, durante análise do executivo de licenciamento da IBM, Thomas McBride, em um tribunal federal. “Se alguém vem até mim e diz ‘me pague’, eu enxergaria isso como uma demanda”, disse Hadden.

Duas das quatro patentes do caso estão relacionadas à Prodigy, o percursor da web da IBM no fim dos anos 1980. As patentes da IBM descrevem tecnologias de senso comum na internet, como a administração de senhas e publicidade online.

LEIA: Empresas de joias se unem à IBM por tecnologia blockchain

McBride contestou a afirmação de Hadden de que a IBM abordou todas as grandes empresas ligadas à internet, mas disse que a empresa se envolveu em discussões com companhias como Yelp e Airbnb. Um representante da IBM disse à Reuters que não foram obtidos acordos de licença com a Yelp e com a Airbnb.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).