Lucro da Cargill mais do que dobra no 4º tri

Lucro da Cargill mais do que dobra no 4º tri - iStock
Como forma de proteção contra as condições do negócio de grãos, grandes empresas ABCD investiram na produção de proteínas.

A Cargill reportou hoje (11) que seu lucro trimestral mais que dobrou, impulsionado pela maior demanda por carne bovina, com a gigante global de commodities lutando com preocupações sobre uma guerra comercial entre Estados Unidos e China.

VEJA TAMBÉM: Lucro da Cargill cai quase 20% no Brasil em 2017

A companhia disse que sua unidade de nutrição e proteína animal, que inclui carne bovina e rações, tornou-se a maior responsável pelos ganhos no trimestre.

A Cargill e suas concorrentes, Archer Daniels Midland, Bunge e Louis Dreyfus, conhecidas como as empresas ABCD que dominam o comércio global de grãos, cortaram custos e investiram em negócios de maior margem, como produção de proteína e ingredientes alimentares para proteger-se de condições difíceis em seus negócios de grãos.

O lucro líquido da empresa de capital fechado subiu para US$ 711 milhões no 4º trimestre encerrado em 31 de maio, ante US$ 347 milhões de um ano antes.

O lucro operacional ajustado aumentou 76%, para US$ 809 milhões no trimestre. A receita subiu 7%, para US$ 30,4 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).