Mesmo com tensões, preços do petróleo operam em alta

iStock
Os futuros do petróleo vêm subindo quase ininterruptamente nas últimas duas semanas

Os contratos futuros do petróleo subiam hoje (30), com os investidores permanecendo cautelosos em relação à perspectiva de oferta, embora as tensões comerciais globais ainda limitem os ganhos.

VEJA TAMBÉM: Irã pode fazer preço do barril de petróleo chegar a US$ 200

O petróleo Brent subia US$ 0,55, ou 0,74%, a US$ 74,84 por barril, às 8:13 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos avançava US$ 1,22, ou 1,78%, a US$ 69,91 por barril.

Os futuros do petróleo vêm subindo quase ininterruptamente nas últimas duas semanas, em parte porque as tensões entre os Estados Unidos e a China se intensificaram, mas também com as sanções iminentes contra o Irã começando a reduzir os fluxos de petróleo do país.

“Há uma infinidade de fatores a serem seguidos no momento no mercado de petróleo, mas de um jeito ou de outro sempre chegamos à mesma conclusão. É o impacto das sanções dos EUA sobre o Irã que decidirá os próximos 15 dólares por barril”, disse Tamas Varga, da PVM Oil Associates, em nota.

“O melhor cenário possível é que os EUA forneçam concessões significativas de sanções no período que antecede as eleições de médio prazo, e o Irã obtenha uma perda de cerca de 500 mil a 700 mil barris por dia de exportações”, disse Varga.

LEIA: Petróleo opera em queda nos mercados globais

“No caso [atual], no entanto, o presidente Trump joga duro e coloca seus aliados e inimigos sob pressão máxima, e a perda pode chegar a 2 milhões de barris por dia”, concluiu ele.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).