Parlamentares britânicos pedem estudos sobre Brexit

iStock
Parlamentares britânicos pedem análises sobre o impacto do Brexit antes de uma votação final sobre o acordo

Parlamentares britânicos pediram ao ministro das Finanças, Philip Hammond, e ao presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, que produzam e publiquem análises sobre o impacto do Brexit antes de uma votação final sobre o acordo de divórcio com a União Europeia.

LEIA MAIS: Regulador pede que bancos se preparem para o Brexit

As conclusões alimentarão uma batalha entre aqueles que são favoráveis ao Reino Unido se manter próximo à EU – vista como opção preferencial de Hammond – e os defensores do Brexit, que querem um rompimento claro com Bruxelas.

O Comitê de Tesouro do Parlamento escreveu para Hammond, Carney e para Andrew Bailey, presidente-executivo da Autoridade de Conduta Financeira, em cartas divulgadas à mídia hoje (3).

O comitê quer que o Ministério das Finanças avalie os impactos fiscal e econômico de longo prazo da implementação do acordo final de divórcio uma vez que ele seja negociado, e do impacto de um Brexit sem acordo, pelo qual o Reino Unido rompe com a UE em março.

“Quaisquer estimativas de custos e benefícios potenciais futuros de se alinhar às leis da UE ao passo que elas mudam devem ser avaliadas separadamente, e as assunções sobre as mudanças futuras claramente descritas”, disse o presidente do comitê, Nicky Morgan, a Hammond.

“Uma avaliação de vencedores e perdedores das mudanças propostas, e o provável impacto do impacto compensado sobre o acesso aos mercados da UE, também deve ser produzida”.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).