Usuários mais populares do Twitter perdem em média 2% de seguidores

Getty Images
O empresário do setor de tecnologia Elon Musk viu o menor declínio, 0,3%

Uma mudança de política do Twitter para aumentar a credibilidade do serviço custou aos 100 usuários mais populares da rede social a perda, ontem (12), de cerca de 2% de seus seguidores em média, disse a empresa de dados de mídia social Keyhole.

VEJA TAMBÉM: Ações do Twitter saltam 5% com ingresso no S&P 500

O Twitter não está mais contando como seguidores contas que tenham sido bloqueadas por causa de suspeita de fraude, informou o presidente-executivo Jack Dorsey. As contas bloqueadas já haviam sido mantidas fora dos números de usuários ativos diários e mensais do Twitter.

As contas são bloqueadas se o Twitter detectar comportamentos incomuns, como uma explosão de atividade após meses de inatividade.

A nova política pode ser importante para alguns usuários da rede social, uma vez que os seguidores totais servem como referência quando celebridades e os chamados influenciadores de mídia social negociam acordos com anunciantes. Para outros usuários, o número de seguidores é uma questão de orgulho.

Com a entrada em vigor da mudança, a conta “@Twitter” do Twitter perdeu 12,4% de seus seguidores em comparação com a quarta-feira (11), a maior queda entre as 100 maiores contas por seguidores, segundo dados da Keyhole.

O empresário do setor de tecnologia Elon Musk viu o menor declínio, 0,3%, ou cerca de 71 mil seguidores. A queda média das top 100 contas foi de cerca de 734 mil seguidores, de acordo com os dados. O Twitter disse que a queda média (por conta) para todo o serviço deve ser de quatro seguidores.

LEIA: Twitter muda estratégia na batalha contra trolls

O Twitter recusou-se a fornecer dados adicionais. A Keyhole é especializada em capturar dados do Twitter e Instagram e vender relatórios para empresas.

A artista de música pop Katy Perry, cuja conta é a mais seguida, perdeu mais de 2,8 milhões de seguidores na quinta-feira, uma queda de 2,6% em relação ao dia anterior. Outros músicos do top 100, incluindo P!nk, Mariah Carey, Britney Spears e Eminem, tiveram quedas de mais de 3%.

Analistas financeiros aplaudiram os esforços do Twitter para melhor limitar o uso indevido, dizendo que isso pode levar a um maior uso da rede social no longo prazo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).