Ações da Tesla sobem com investidores confiantes

iStock
Os papéis adicionaram cerca de US$ 6,27 bilhões em valor de mercado, avaliando a companhia em US$ 57,35 bilhões, superando a General Motors para fazer da Tesla a montadora mais valiosa dos Estados Unidos

As ações da Tesla saltaram mais de 12% hoje (2), depois que a empresa convenceu os investidores de que era capaz de gerar fluxo de caixa positivo e tornar-se lucrativa, e o presidente-executivo, Elon Musk, pediu desculpas por observações controversas anteriores.

LEIA MAIS: Jornal afirma que Tesla pediu reembolso a fornecedores

Os papéis adicionaram cerca de US$ 6,27 bilhões em valor de mercado, avaliando a companhia em US$ 57,35 bilhões, superando a General Motors para fazer da Tesla a montadora mais valiosa dos Estados Unidos.

Musk, em teleconferência ontem (1), disse que a empresa não precisaria levantar mais dinheiro e que os gastos de capital ficariam ligeiramente abaixo de US$ 2,5 bilhões em 2018, menos que o esperado pela maioria dos analistas.

Mas foi o seu remorso por observações anteriores dadas aos analistas que se destacou na conferência. Anteriormente, Musk insultou alguns deles – desconectando investidores e acionistas e tirando US$ 2 bilhões do valor de mercado da empresa.

“Eu gostaria de pedir desculpas por ser indelicado na ligação anterior. Honestamente, eu acho que não há realmente nenhuma desculpa para maus modos. Eu estava meio que violando minha própria regra a esse respeito”, disse ele.

No trimestre anterior, Musk considerou perguntas feitas por dois analistas “chatas” e “idiotas”, e se recusou a respondê-las.

VEJA TAMBÉM: Tesla começa a vender pranchas de surfe

As ações da empresa subiram 12,2%, para US$ 337,68.

A Tesla encerrou o segundo trimestre com US$ 2,78 bilhões em caixa depois de desembolsar US$ 610 milhões em gastos de capital.

Analistas do Barclays sugeriram que a Tesla utilizou US$ 458 milhões de linha de crédito, o que impulsionou suas reservas de caixa no final do trimestre.

Ontem, Musk reiterou a meta de produzir 6 mil sedãs Model 3 por semana até o fim de agosto. Depois que a Tesla produziu 5 mil por semana em julho, após vários atrasos no cumprimento dessa meta, analistas ficaram preocupados com a possibilidade de manter a taxa de produção.

“Depois de três trimestres em que os investidores ficaram no escuro com relação à estimativa dos volumes e margens do Model 3, a sensação no segundo trimestre é de que finalmente poderia haver alguma luz no fim do túnel”, escreveram os analistas da Evercore.

A Tesla teve uma perda recorde de US$ 718 milhões no segundo trimestre, mas investidores e analistas se concentraram nos aspectos positivos e, acima de tudo, no comportamento de Musk na teleconferência.

Pelo menos três corretoras aumentaram suas avaliações de preço e uma melhorou a classificação da ação.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).