Itens da Disneyland arrecadam US$ 8,3 mi em leilão

Reprodução/REUTERS
Carro de atração do Dumbo foi vendido por US$ 483 mil

Um leilão de veículos, acessórios e artefatos do parque temático Disneyland que se transformou em uma atração por si só em Los Angeles arrecadou mais de US$ 8,3 milhões, disseram hoje (27) os organizadores.

LEIA MAIS: Jaqueta de turnê de Michael Jackson será leiloada no Brasil

Um carro original do brinquedo Dumbo the Flying Elephant foi vendido por US$ 483 mil – mais de quatro vezes o valor estimado na pré-venda – enquanto o mágico David Copperfield comprou uma letra D em neon do hotel da Disneyland por US$ 86.250, informou a casa de leilões Van Eaton Galleries.

A coleção de 900 itens era tão vasta que organizadores e o colecionador Richard Kraft realizaram a exposição pública “That’s From Disneyland” durante o mês de agosto em uma antiga loja de artigos esportivos em Los Angeles. A exposição foi visitada por dezenas de milhares de pessoas e um casal chegou até mesmo a se casar no local.

Kraft, um agente de Hollywood, começou a colecionar artigos há 25 anos estimulado pela nostalgia de suas visitas com seu falecido irmão à Disneyland, no sul da Califórnia. Ele mantinha muitos dos itens, incluindo o carro do Dumbo, em sua própria casa. “Quando eu finalmente decidi abandonar isto, tornou-se algo mais parecido com uma grande festa de Bon Voyage a estes artefatos mágicos do que sobre fazer projeções sobre seus valores”, disse Kraft em comunicado após os dois dias de vendas durante o fim de semana. “Ainda estou em estado de choque de que Dumbo, um papagaio e latas de lixo da Disneyland pudessem me fazer sentir como se tivesse ganho na loteria”, acrescentou.

José, um pássaro animatrônico do Tiki Room, foi vendido por US$ 425 mil. O leilão quebrou diversos recordes por cartazes da Disneyland e placas dos parques. Uma gôndola original da década de 1950 da atração Skyway foi vendida por US$ 621 mil, estabelecendo um novo recorde em leilão por um brinquedo da Disneyland, informou a Van Eaton Galleries.

Kraft disse que irá doar uma porção dos lucros para duas organizações que ajudam crianças que, assim como sua filha Daisy, de 4 anos, sofrem da rara síndrome genética Coffin-Siris e de outras necessidades especiais.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).