Trump alivia cotas de importação de aço do Brasil

Getty Images
Trump, citando preocupações com a segurança nacional, colocou tarifas de 25% nas importações de aço e 10% nas importações de alumínio

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou declarações que permitem o alívio das cotas de importação de aço e alumínio de alguns países, inclusive o Brasil, informou o Departamento de Comércio dos EUA ontem (29) à noite.

LEIA MAIS: Jornais dos EUA se unem para criticar Trump

Trump, que impôs tarifas sobre as importações de aço e alumínio em março, assinou declarações que permitem o alívio das cotas de aço da Coreia do Sul, Brasil e Argentina e do alumínio da Argentina, informou o departamento em comunicado.

“As empresas podem solicitar exclusões de produtos com base na quantidade insuficiente ou na qualidade disponível dos produtores de aço ou alumínio dos EUA”, disse o comunicado. “Nesses casos, uma exclusão da cota pode ser concedida e nenhuma tarifa seria devida”.

Trump, citando preocupações com a segurança nacional, colocou tarifas de 25% nas importações de aço e 10% nas importações de alumínio.

As tarifas sobre as importações de aço e alumínio da União Europeia, Canadá e México entraram em vigor em 1º de junho, e o secretário do Comércio Wilbur Ross disse em 31 de maio que foram feitos acordos com alguns países para estabelecer limites não-tarifários para as exportações dos dois metais para os Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM: Trump apoia boicote contra Harley Davidson

O governo brasileiro disse à época que as cotas e tarifas dos EUA sobre as exportações brasileiras de aço e alumínio eram injustificadas, mas que permanecia aberto para negociar uma solução.

As exportações brasileiras de aço semi-acabado para os Estados Unidos estão sujeitas a cotas com base na média dos três anos de 2015 a 2017, enquanto os produtos de aço acabado serão limitados a uma cota de 70% da média dos três anos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).