Versão do WhatsApp para empresas começa a ser cobrada

O WhatsApp, que tem cerca de 1,5 bilhão de usuários, disse que a partir de hoje, as empresas poderão usar o WhatsApp Business para enviar informações sobre entrega de produtos, lembretes de compromissos e ingressos para eventos

O serviço de mensagens do Facebook WhatsApp começará a cobrar de empresas pelo envio de mensagens de marketing e de atendimento a clientes, disse hoje (1) a rede social. A cobrança começa em um momento em que a companhia enfrenta desaceleração no crescimento de sua receita.

LEIA MAIS: WhatsApp anuncia novos recursos de bate-papo em grupo

As mensagens serão cobradas a uma taxa fixa para entrega confirmada, variando de US$ 0,05 a US$ 0,09 por mensagem, dependendo do país, disse o WhatsApp. A cobrança do serviço também envolverá o Brasil.

O WhatsApp, que tem cerca de 1,5 bilhão de usuários, disse que a partir de hoje, as empresas poderão usar o WhatsApp Business para enviar informações sobre entrega de produtos, lembretes de compromissos e ingressos para eventos.

A empresa reconheceu que está cobrando um prêmio em comparação com as taxas cobradas por SMS de operadoras de telefonia móvel. As operadoras normalmente cobram menos de US$ 0,01 por SMS.

O serviço havia anunciado em janeiro que começaria a permitir que pequenas empresas se comunicassem por meio do aplicativo WhatsApp Business, que tem mais de 3 milhões de usuários ativos. O vice-presidente de operações, Matt Idema, disse na ocasião que o WhatsApp pretendia cobrar das empresas no futuro.

O Facebook também disse hoje que os usuários de seu aplicativo homônimo e do Instagram podem agora ver a quantidade de tempo que gastam nos aplicativos todos os dias e receber notificações quando ultrapassarem um limite auto estabelecido. Os usuários também podem silenciar as notificações dos aplicativos por até oito horas.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).