Destino da Sky pode ser decidido por raro leilão

Getty Images
O processo vai começar caso a Comcast ou a Fox não admitam derrota na briga pela Sky até amanhã

Uma prolongada guerra de ofertas de US$ 34 bilhões pela empresa europeia de mídia Sky entre as rivais norte-americanas Comcast e Twenty-First Century Fox poderia ser resolvida por um rápido leilão no próximo sábado (22), disseram hoje (20) reguladores britânicos.

LEIA MAIS: Oferta formal da Fox abre capítulo final pela Sky

O Painel Britânico de Aquisições disse que estava preparado para dar um raro passo e intervir na disputa pela Sky promovendo um leilão que dure, no máximo, três rodadas.

O processo vai começar caso a Comcast ou a Fox não admitam derrota na briga pela Sky até às 17h (horário de Londres) de amanhã (21).

O leilão então será realizado no sábado e concluído na noite do mesmo dia, quando o regulador anunciar o nível de ofertas submetidas pelos concorrentes.

Isso marcaria uma solução dramática para o destino da Sky, que está no ar desde que a Fox fez sua primeira oferta pelos 61% que ainda não detém da companhia.

A Comcast, maior grupo de entretenimento do mundo, atualmente lidera a disputa com uma oferta de £ 14,75 (US$ 19,53) por ação pelo controle da Sky, o que avalia a empresa em £ 25,9 bilhões (US$ 34,2 bilhões).

VEJA TAMBÉM: Fox eleva oferta pela Sky a US$ 32,5 bi

Os números superam a oferta de £ 14 por ação (US$ 18,54) feita pela Fox em julho e ficam 37% acima da proposta original da Fox, de £ 10,75 por ação (US$ 14,23), feita em 2016.

Um leilão pela Sky seria o maior acordo no Reino Unido a ser decidido desta forma.

Até o momento houve apenas três situações de aquisição britânica desde 2007 que envolveram leilões coordenados pelo regulador, incluindo a venda de £ 6,2 bilhões (US$ 8,2 bilhões) da siderúrgica Corus para a indiana Tata Steel, de acordo com análises da Reuters.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).