Novo iPhone da Apple pode ter tela grande e preço alto

iStock
Modelo deve superar a barreira de preço de US$ 1.000

A Apple deve superar a barreira de preço de US$ 1.000 quando lançar novos iPhones hoje (12), mas Wall Street está mais intrigada com a amplitude dos aumentos.

LEIA MAIS: Apple confirma novos produtos para dia 12 de setembro

A capitalização de mercado da Apple ultrapassou US$ 1 trilhão e a empresa precisa sustentar o crescimento da receita de seu produto de assinatura, mesmo com a demanda global por smartphones se estabilizando. Uma maneira de fazer isso é fazer com que as pessoas comprem telefones mais caros.

“Não há uma mudança real na mesa de negociações”, disse Hal Eddins, economista-chefe na Capital Investment Counsel, acionista da Apple. “É uma questão de fazer as pessoas seguirem em frente.”

Espera-se que o novo modelo top de linha tenha uma tela de 6,5 polegadas (16,5 cm) com um display de ponta a ponta e seja chamado de iPhone X Plus ou Max. Ele teria um display OLED com cores mais ricas, e Wall Street está prevendo um preço de US$ 1.049 ou US$ 1.099 contra o preço base atual de US$ 999 para o iPhone X.

Um segundo telefone com um display OLED de 5,8 polegadas, provavelmente chamado de iPhone Xs, seria semelhante ao iPhone X, mas com um processador melhorado.

Mas é um terceiro modelo esperado com tela de 6,1 polegadas, potencialmente chamado de iPhone 9, que mais intrigou os analistas. O grande display deve usar tecnologia de LCD de baixo custo, mas parece mais com o iPhone X do ano passado do que com o iPhone 8, que se assemelha aos telefones do modelo iPhone 6 de 2014.

VEJA TAMBÉM: Berkshire recompra ações e eleva participação na Apple

A Apple se recusou a comentar.

Esse perfil mais novo poderia ajudar a atrair clientes Apple, preocupados com os preços, com telefones de três e quatro anos para uma atualização, disse Eddins. As expectativas para a linha da Apple têm sido alimentadas por relatórios do analista da Apple Ming-Chi Kuo, que tem sede em Taiwan, onde muitos dos fabricantes contratados que também fazem os produtos da Apple são baseados.

Enquanto alguns esperam um preço de US$ 699 para o iPhone 9, o analista da Goldman Sachs, Rod Hall, estima US$ 849, um aumento significativo para um dispositivo de médio porte.

“Dada a demanda melhor do que o esperado do iPhone X neste verão, duvidamos que a Apple esteja inclinada a preços mais baixos”, escreveu Hall em nota aos clientes.

A rival Samsung Electronics Co Ltd tem alguns modelos que custam quase tanto quanto modelos da Apple, mas a maior parte de sua linha, como a de outros fabricantes de telefones, consiste em modelos mais baratos.

E TAMBÉM: Carro autônomo da Apple se envolve em acidente nos EUA

“A Apple nunca competiu em preço”, disse Josh Blechman, diretor de mercado de capitais da Exponential ETFs, que detém ações da Apple em seu fundo negociado em bolsa.

Além dos novos modelos, a Apple também deverá apresentar uma opção de cores douradas para os dois novos telefones com tela OLED, uma nova versão dos fones de ouvido sem fio Airpods com carregamento sem fio e uma nova versão do Apple Watch com tela maior. Também é esperado que ele libere um tapete de carregamento sem fio que poderá carregar vários dispositivos ao mesmo tempo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).