Procura por voos domésticos sobe 4,4% em agosto

Reuters
A Gol liderou a demanda no período (34,19%), seguida por Latam (32,79%), Azul (19,25%) e Avianca (13,77%)

A demanda por voos domésticos no Brasil no mês de agosto subiu 4,4% em comparação com o mesmo mês do ano passado, enquanto a oferta avançou 4,75%, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Com o crescimento da oferta maior do que a demanda, a taxa de ocupação nos voos domésticos caiu 0,27 ponto percentual na comparação anual, para 80,07% em agosto, disse a Abear, que reúne as quatro principais companhias aéreas que operam no Brasil: Latam, Gol, Azul e Avianca.

LEIA MAIS: Bangcoc e as 10 cidades mais visitadas no mundo

No mês passado, foram transportados cerca de 7,8 milhões de passageiros nos voos domésticos, um volume 4,36% maior que o apurado em agosto de 2017. Conforme o levantamento, a Gol liderou a demanda no período (34,19%), seguida por Latam (32,79%), Azul (19,25%) e Avianca (13,77%).

No acumulado de 2018, a demanda por voos domésticos subiu 4,74% e a oferta aumentou 4,8% em relação aos oito primeiros meses do ano passado, resultando em uma taxa de ocupação média de 80,78%, informou a associação.

Ainda segundo a Abear, apenas Avianca e Azul expandiram a participação em viagens domésticas entre janeiro e agosto, em 0,78 e 0,37 ponto percentual, respectivamente. Enquanto isso, Gol perdeu 0,25 ponto percentual e Latam encolheu sua fatia de mercado em 0,9 ponto percentual.

Por volta das 11h50, as ações da Gol subiam 5,1 por cento, tendo também no radar acordo sobre compra antecipada de passagem com a Smiles e figurando como segunda maior alta do Ibovespa, que subia 1,4%. Já a Azul, cujos papéis não compõem o índice, avançava 1 por cento.

 

Internacional

A demanda por voos internacionais em agosto subiu 15,72 por cento sobre o mesmo mês de 2017 e a oferta cresceu 19,54 por cento na mesma base, reduzindo em 2,7 pontos percentuais o fator de aproveitamento no período, para 81,61 por cento.

A quantidade de passageiros transportados em viagens internacionais no mês passado aumentou 8,95 por cento ante agosto de 2017, somando 797.116.

A Latam foi a que mais operou voos internacionais em agosto, respondendo por 68,85 por cento da demanda, enquanto Azul ficou na segunda posição, com 15,65 por cento, seguida por Avianca (7,94 por cento) e Gol (7,57 por cento).

No acumulado do ano, a demanda por viagens internacionais aumentou 15,64 por cento e a oferta teve alta de 19,08 por cento em relação aos oito primeiros meses de 2017. Como resultado, a taxa de ocupação recuou 2,46 pontos, para 82,69 por cento.

De acordo com a Abear, a Avianca foi a companhia aérea que mais cresceu entre janeiro e agosto, elevando em 5,75 pontos percentuais sua participação de mercado. Azul também registrou alta, de 4,13 pontos percentuais, enquanto Gol e Latam perderam 1,45 e 8,43 pontos percentuais, respectivamente.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).