Qualcomm acusa Apple de roubar seus segredos comerciais

iStock
iStock

A Qualcomm alegou hoje (25) que a Apple roubou seus segredos comerciais e os entregou à Intel com o objetivo de melhorar os chips da Intel para que esses pudessem substituir os da Qualcomm.

LEIA MAIS: Qualcomm e Apple se enfrentam em 2º julgamento

A Qualcomm fez as acusações em uma moção a ser anexada a uma queixa originalmente arquivada em novembro, quando alegou que a Apple tinha quebrado um contrato de licença de software ao compartilhar detalhes confidenciais sobre os chips da Qualcomm com engenheiros da Intel. As alegações de hoje (25) foram feitas em documento judicial visto pela Reuters.

A empresa vai além da queixa original ao alegar que a Apple roubou segredos comerciais da Qualcomm em uma “campanha de vários anos de conduta desleixada, inapropriada e enganosa… com o objetivo de melhorar chips de qualidade inferior, incluindo aqueles produzidos pela Intel, um concorrente da Qualcomm, para tornar tais chips utilizáveis em aparelhos da Apple com o objetivo final de desviar os negócios da Qualcomm com a Apple para a Intel”.

A Intel não aparece como ré no processo da Qualcomm.

O processo no distrito de San Diego está se desdobrando em meio a uma ampla disputa legal, na qual a Apple acusou a Qualcomm de práticas injustas de patente. A Qualcomm, maior fabricante de chips para celulares do mundo, por sua vez acusou a Apple de quebra de patente.

A Qualcomm forneceu chips para o iPhone, o que ajudou o aparelho a se conectar a redes de dados sem fio. Começando com o iPhone 7, a Apple começou a usar chips da Intel em alguns de seus modelos.

VEJA TAMBÉM: Apple e Salesforce firmam parceria

A Qualcomm disse a investidores em julho acreditar que seus chips foram completamente removidos da nova geração de iPhones, lançada este mês, deixando a Intel como único fornecedor. Desmontagens de novos aparelhos até o momento confirmaram que a Intel está fornecendo chips.

Durante os anos em que a Apple usou modens da Qualcomm, a fabricante de chips deu à empresa acesso a suas ferramentas confidenciais de software para ajudar a Apple a integrar os modens ao iPhone, alega a Qualcomm em seu processo.

Nesta terça-feira (25), a Qualcomm alegou que, desde o início do processo em novembro, a empresa descobriu evidência de que engenheiros da Apple usaram “repetidamente” software da Qualcomm para ajudar engenheiros da Intel a “melhorar o desempenho dos chips de desempenho inferior da Intel”.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).