Tesla reduz opções de cores para simplificar produção

A montadora atualmente oferece sete cores para seus carros, que incluem o modelo de luxo Model S, o Model X, de nível médio, e o sedã mais acessível Model 3.

A Tesla irá eliminar algumas opções de cores para os seus carros elétricos para simplificar a produção, disse hoje (11) o presidente-executivo da empresa, Elon Musk, no Twitter, conforme a montadora intensifica os seus esforços para aumentar a produção.

LEIA MAIS: Ações da Tesla caem após vídeo de Musk fumando maconha

A montadora atualmente oferece sete cores para seus carros, que incluem o modelo de luxo Model S, o Model X, de nível médio, e o sedã mais acessível Model 3. A empresa está tentando eliminar solavancos na linha de montagem depois de lutar para produzir os sedãs Model 3 e não cumprir vários prazos.

“A remoção de duas das sete opções de cores da Tesla a partir de amanhã (12) simplificará a fabricação. Obsidiana Negra e Prata Metálica ainda estarão disponíveis como pedido especial, mas a um preço mais alto”, escreveu Musk em um tuíte. As cores que ainda estarão disponíveis são preto sólido, prata meia-noite, azul intenso metálico, branco pérola e vermelho.

“Ocasionalmente, ajustamos os preços e as opções disponíveis para refletir melhor o valor de nossos produtos e otimizar nossas operações de manufatura”, disse um porta-voz da Tesla sobre o plano de descartar algumas opções de cores.

Mas alguns analistas pintaram uma imagem sombria do movimento. “Eliminar as opções de pintura não será a última ação para simplificar a montagem de carros. A Tesla não tem experiência com produção em massa. Eles ainda precisam de muito know-how”, disse Frank Schwope, analista da NORD/LB.

O tuíte de hoje vem depois de uma semana caótica para a montadora após Musk ser filmado fumando maconha e empunhando uma espada em um programa ao vivo, e de um agosto tumultuado durante o qual o executivo propôs e, em seguida, abruptamente retirou o plano de fechar o capital da Tesla.

O comportamento do bilionário tem levantado preocupações sobre sua liderança e vários analistas de Wall Street pediram que a empresa indicasse um forte número 2 para apoiar as operações da Tesla e se encarregar dos investidores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).