Apple anuncia novos modelos de iPad Pro e Macs

Reuters
A empresa apresentou o próximo iPad Pro, seu tablet mais sofisticado que compete com o Surface, da Microsoft

A Apple anunciou hoje (30) novos modelos de alguns de seus produtos mais baratos, adicionando recursos já presentes em novos iPhones, como reconhecimento facial em iPads Pro e processadores mais rápidos, e melhores telas para alguns computadores Mac que não tiveram uma grande atualização em anos.

LEIA MAIS: Apple confirma nova tecnologia radical do iPhone

A empresa apresentou o próximo iPad Pro, seu tablet mais sofisticado que compete com o Surface, da Microsoft, com molduras mais finas e mais espaço na tela, além do sistema de desbloqueio por reconhecimento facial.

A Apple informou também que a atualização do Mac Book Air, originalmente lançado em 2011, apresentará uma tela de alta resolução e molduras mais finas. O computador, que custará US$ 1.199, chegará às lojas em 7 de novembro.

O novo Mac Mini, com preço inicial de US$ 799, terá maior capacidade de processamento e de memória, disse a empresa.

A Apple lançou novos iPhones e Apple Watches no mês passado, mas as linhas de produtos mais antigos representaram US$ 45 bilhões em vendas no trimestre fiscal mais recente. Em comparação, os iPhones geraram receita de US$ 141,3 bilhões.

“Eles realmente queriam mostrar ao mundo que não se esqueceram do iPad e do Mac”, disse Mika Kitagawa, analista sênior de pesquisa do Gartner. A Apple não comentou.

VEJA TAMBÉM: Apple compra empresa de análise de música Asaii

Em julho, quando a fabricante informou seus resultados mais recentes, a empresa teve seu pior trimestre de vendas de Mac desde 2010, com o volume de unidades caindo 13% ano a ano. E as vendas unitárias do iPad subiram apenas 1% em relação ao ano anterior, enquanto a receita de ambos os equipamentos caiu 5% ante um ano.

Mas algumas dessas quedas nas vendas de Mac foram explicadas pelo timing – a Apple esperou lançar novos Macs até julho, quando em anos anteriores os ofereceu em junho. Mais amplamente, o crescimento das vendas de Macs ultrapassou o mercado de PCs e o iPad tem sido o tablet de maior sucesso em um mercado que simplesmente se mostrou menor do que a Apple esperava quando lançou o aparelho em 2010.

Embora a Apple tenha reduzido os preços de alguns itens, como iPads para escolas, os analistas não esperam que isso aconteça com os iPad Pros ou Mac. Os analistas disseram que seria improvável que a gigante da tecnologia reduzisse os preços de seus computadores.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).