Eletropaulo mantém Charles Lenzi como CEO

Reuters
Carlo Zorzoli, indicado para ocupar o cargo, passará a exercer “outras funções” na Enel

A elétrica Eletropaulo informou que Carlo Zorzoli, indicado para ocupar o cargo de diretor presidente da companhia, não assumirá mais a posição em 1º de novembro, pois passará a exercer “outras funções” na empresa italiana Enel, controladora da distribuidora de energia paulista.

LEIA MAIS: Eletropaulo usará R$ 1,5 bi para investimento e capital de giro

Em comunicado hoje (2), a Eletropaulo anunciou que o atual CEO, Charles Lenzi, seguirá exercendo o cargo de diretor presidente da empresa até uma nova deliberação.

Em um comunicado em separado, a Enel afirmou que Zorzoli voltará para a Itália, onde assumirá o cargo de responsável global de desenvolvimento de negócios da Enel Green Power, após liderar as operações da Enel Brasil desde abril de 2016.

Com a saída do executivo, o comando da Enel Brasil será assumido por Nicola Cotugno, que antes era o gestor responsável pelas operações da companhia no Chile.

A Enel assumiu o controle da Eletropaulo recentemente, após fechar em junho a aquisição de uma posição majoritária na companhia por R$ 5,55 bilhões após um leilão público realizado na bolsa paulista B3.

VEJA TAMBÉM: Conselho da Eletropaulo aprova aumento de capital

Posteriormente, a elétrica italiana ainda aumentou a fatia na Eletropaulo, que atualmente está em 94,4%, segundo informações do site da companhia.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).