Huawei lança novos celulares com tecnologia Leica

REUTERS
O Mate 20 terá preços entre € 799 a € 839 (US$ 925 a US$ 983), dependendo da configuração da memória

A Huawei lançou hoje (16) novos smartphones com recursos inteligentes de câmera e vídeo, focando em consumidores atentos a preço. A empresa chinesa, que ultrapassou a Apple este ano para se tornar a segunda maior fabricante de celulares do mundo em vendas unitárias, lançou o Mate 20, utilizando tecnologia das câmeras Leica.

LEIA MAIS: Huawei lança chips de inteligência artificial

A nova linha de telefones premium da Huawei tem quatro modelos – Mate 20, Mate 20 Pro e Mate 20 X, com tela de 7,2 polegadas, e um telefone da Porsche Design de edição limitada. Espera-se que nos Estados Unidos as vendas sejam proibidas por causa de preocupações do país com a segurança nacional.

O Mate 20 terá preços entre € 799 a € 839 (US$ 925 a US$ 983), dependendo da configuração da memória. A versão mais completa, Mate 20 Pro, custará £ 849, ou € 1.049. Em comparação, o iPhone X Max da Apple custa £ 1.099 no Reino Unido.

Os novos telefones da Huawei incluem uma nova lente ultra grande angular, bem como uma teleobjetiva 3x e uma lente macro que captura objetos a até 2,5 centímetros de distância. Os modelos Mate P20 também aproveitam os recursos de inteligência artificial incorporados nos chips Kirin, da própria Huawei.

“A Huawei está claramente puxando todas as alavancas certas para substituir rivais – e não apenas rivais com Android”, disse Ben Wood, chefe de pesquisa da empresa de consultoria CCS Insight.

Wood disse que a decisão da Huawei de igualar as funções do Mate 20 aos gestos e desbloqueio de tela do iPhone poderia, em teoria, tornar mais fácil para compradores fiéis à Apple migrarem de fabricante, embora ele tenha dito que esse movimento é improvável de ocorrer no curto prazo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).