Microsoft diversifica e investe em app de transporte

Carlo Allegri/Reuters
Fachada da gigante da tecnologia Microsoft, que diversifica investimentos

A Microsoft está investindo na empresa de transporte por aplicativo Grab, do Sudeste Asiático, como parte de uma parceria entre as duas empresas em projetos de tecnologia, incluindo big data e inteligência artificial. Não foi divulgado o valor do negócio. A Grab disse anteriormente que planejava levantar cerca de US$ 3 bilhões até o fim do ano, dos quais US$ 2 bilhões já foram captados. A Grab, sediada em Cingapura, já levou seu serviço para 235 cidades de oito países do Sudeste Asiático nos últimos seis anos. A empresa busca transformar-se em um grupo líder em tecnologia de consumo, oferecendo serviços como entregas de alimentos e encomendas, transferências eletrônicas de dinheiro, microempréstimos e pagamentos móveis, além de transporte.

LEIA MAIS: Uber minimiza perspectiva de fusão com rival brasileira 99

O SoftBank Group também negocia um acordo para investir cerca de US$ 500 milhões na Grab como parte da rodada de financiamento. Fontes disseram que a Grab iria buscar o restante do financiamento junto a empresas estratégicas e financeiras. Neste ano, a Grab levantou US$ 2 bilhões, investimento liderado pela Toyota Motor e empresas financeiras, incluindo a Vulcan Capital, do cofundador da Microsoft Paul Allen.

A Grab trabalhará com a Microsoft para explorar tecnologias de reconhecimento facial móvel, reconhecimento de imagens e visão computacional para melhorar a experiência com o serviço de transporte, disseram as empresas em um comunicado. Por exemplo: os passageiros poderão tirar uma foto de sua localização e a imagem é traduzida como um endereço enviado para o motorista. Outras áreas do acordo de cinco anos incluem a adoção da Azure, plataforma em nuvem da Microsoft, e de serviços de análise de dados e detecção de fraudes.

O Sudeste Asiático, que abriga cerca de 640 milhões de pessoas, está se tornando um campo de batalha das gigantes globais de tecnologia, como o Alibaba, a Tencent Holdings, a JD.com, o Google, da Alphabet e o SoftBank, principalmente em transporte compartilhado, pagamentos online e comércio eletrônico.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).