MRV planeja cisão da Log para listar ações na B3

Getty Images
A empresa de galpões terá seu capital ampliado em pelo menos R$ 100 milhões

A construtora MRV anunciou hoje (29) que iniciou preparativos para listar a controlada de galpões logísticos Log Commercial Properties no segmento Novo Mercado, da B3.

LEIA MAIS: Construtora MRV lança marketplace com Magazine Luiza

Como parte da operação, a empresa de imóveis residenciais econômicos anunciou a cisão parcial da Log, que terá seu capital ampliado em pelo menos R$ 100 milhões em uma segunda etapa, que terá como financiadora a família Menin, fundadora da construtora.

“A família acredita muito no negócio e fará aporte mínimo de R$ 100 milhões de reais… Temos certeza de que destravaremos um valor grande com as empresas atuando separadamente, trazendo bons dividendos aos acionistas”, afirmou o copresidente da MRV, Rafael Menin, em teleconferência com analistas após o anúncio.

Segundo o diretor executivo de finanças e relações com investidores do grupo, Leonardo Corrêa, a família Menin não pretende diluir sua participação na empresa de galpões e manterá uma fatia de pouco mais de um terço.

“Fazendo uma conta simples, se todos os acionistas quiserem aportar, teremos um aumento de capital da ordem de mais ou menos R$ 300 milhões “, destacou Corrêa, acrescentando que a Log será a primeira empresa 100% dedicada a galpões a ser listada na bolsa paulista.

A segregação das operações tem potencial de elevar em 2,2% o retorno sobre patrimônio (ROE) para 15%, ante 12,8% no segundo trimestre, informou a companhia em apresentação.

VEJA TAMBÉM: MRV tem lucro 18% maior no 2º tri

O movimento também ocorre em um momento em que o comércio eletrônico ganha cada vez mais relevância no mercado brasileiro, aumentando a demanda por infraestrutura logística. “A Log está em segmento bastante interessante… Estamos vendo uma transição do comércio físico para o eletrônico”, observou Corrêa.

De acordo com o cronograma da operação, a expectativa é de que as ações da Log comecem a ser negociadas na bolsa paulista a partir de 18 de dezembro.

A Log atua em 25 cidades em 9 Estados do país, com 1,5 milhão de metros quadrados. A empresa teve lucro líquido de R$ 23,12 milhões no primeiro semestre, crescimento de 44,8% ano a ano.

Perto do final do pregão, as ações da MRV estavam em leilão e subiam cerca de 2%, a R$ 12,52. O Ibovespa recuava 2,4%. Em 2018, os papéis da maior construtora de imóveis econômicos do país acumulam baixa de pouco 12%.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).