Petrobras vai reduzir preço da gasolina na refinaria em 0,9%

Paulo Whitaker/Reuters
Frentista segura bomba em posto de gasolina em São Paulo

A Petrobras reduzirá o preço médio da gasolina em suas refinarias em 0,9%, para R$ 2,1691 por litro, a partir de amanhã (11), após o preço ter recuado também ontem, de acordo com informação do site da estatal. As duas quedas ocorreram depois que a petroleira manteve o preço médio estável por 11 dias, até a última segunda-feira. Na semana passada, o preço médio nos postos do Brasil atingiram recorde nominal de R$ 4,7 por litro, o que representou uma alta de 0,09% ante a semana anterior, segundo informou a reguladora ANP. A atual política de preços da companhia busca manter a paridade de preço internacional em busca de rentabilidade.

LEIA MAIS: Preço do petróleo se estabiliza após previsão do FMI

A Petrobras não informou os motivos dos movimentos de preço, mas na última semana o dólar tem caído frente ao real, devido a questões eleitorais, o que interfere na paridade de importação. Entretanto, para reduzir a volatilidade no mercado interno de gasolina, adotou recentemente um instrumento de hedge que permite segurar possíveis reajustes por até 15 dias, evitando perdas.

A opção de adotar mecanismo de hedge, calcada em contratos futuros do combustível nos EUA, completou um mês no último sábado e permitiu um recuo importante da volatilidade nos preços das refinarias. No caso do diesel, a Petrobras mantém os preços congelados em 2,3606 reais por litro, devido a adesão ao programa de subvenção ao combustível, lançado em junho, pelo governo federal. Por meio dele, a as empresas praticam preços estipulados pelo governo, podendo ser ressarcidas em até 0,30 real por litro, dependendo do mercado.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).