Premiê britânica sugere estender transição do Brexit

Toby Melville/Reuters
A premiê britânica, Theresa May, em 17/10/2018

A primeira-ministra britânica, Theresa May, sinalizou hoje (18) que pode considerar estender o chamado período de transição depois que o Reino Unido deixar a União Europeia (UE) “por alguns meses”, em uma mudança que críticos dizem ser uma traição ao Brexit. Menos de seis meses antes do prazo oficial para a saída do Reino Unido da UE, as negociações do Brexit travaram em um impasse sobre como lidar com sua única fronteira terrestre, entre a província britânica da Irlanda do Norte e a Irlanda, Estado-membro do bloco.

LEIA MAIS: Por que a saída do Reino Unido da UE só tem lado ruim

Durante cúpula da União Europeia em Bruxelas, embora o clima estivesse mais otimista sobre a saída do Reino Unido, diversos líderes e diplomatas disseram que May não ofereceu nada novo para alcançar o tipo de avanço necessário para seguir em frente.

“Uma ideia adicional que surgiu, e é uma ideia neste estágio, é criar uma opção para estender o período de implementação por uma questão de meses, e seria apenas uma questão de meses”, disse May a repórteres no segundo dia da cúpula. “Mas a questão é que não se espera que isso seja usado porque estamos trabalhando para garantir que teremos esse relacionamento futuro em vigor até o final de dezembro de 2020.”

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).