Snap registra prejuízo no 3º tri e perde mais usuários

O prejuízo líquido da Snap diminuiu para US$ 325,1 milhões ou US$ 0,25 por ação

O Snap perdeu mais usuários do que Wall Street esperava no terceiro trimestre, enquanto lida com uma reformulação impopular de seu aplicativo de mensagens temporárias Snapchat e a feroz concorrência com o Instagram, do Facebook.

LEIA MAIS: Snapchat aposta em streaming para conquistar usuários

O número de usuários ativos diários no Snapchat caiu para 186 milhões no trimestre encerrado em 30 de setembro, ante 188 milhões três meses antes. No terceiro trimestre de 2017, eram 178 milhões de usuários. Analistas previram 187,56 milhões de usuários, segundo dados da Refinitiv.

Espera-se que os usuários ativos diários caiam novamente no próximo trimestre, disse Tim Stone, vice-presidente financeiro do Snap, a analistas em uma teleconferência, o que marcaria o terceiro trimestre consecutivo de queda na base de usuários. Wall Street esperava que os usuários do Snapchat aumentassem para 192,84 milhões no próximo trimestre.

As ações da Snap, que perderam mais de 52% desde o começo do ano, caíam após os resultados, uma vez que a empresa não conseguiu convencer Wall Street de que o ano de 2019 será melhor.

Ainda assim, a empresa superou as expectativas de receita dos analistas e a receita média por usuário aumentou. O crescimento da receita foi ajudado pelo aumento da adoção da plataforma de vendas de anúncios programáticos da empresa, disse o presidente-executivo da Snap, Evan Spiegel.

VEJA TAMBÉM: Snapchat firma parceria com Amazon

O prejuízo líquido diminuiu para US$ 325,1 milhões ou US$ 0,25 por ação, ante US$ 443,2 milhões ou US$ 0,36 por ação um ano antes. Em uma base ajustada, o Snap perdeu US$ 0,12 por ação, enquanto os analistas esperavam uma perda de US$ 0,14

A Snap também disse que espera uma receita no quarto trimestre entre US$ 355 milhões e US$ 380 milhões. Os analistas esperam uma receita de US$ 371 milhões.

No início deste mês, a Snap anunciou novos programas roteirizados para o Snapchat buscando atrair usuários e aumentar a quantidade de tempo que eles passam no aplicativo.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).