Snapchat aposta em streaming para conquistar usuários

Lucas Jackson/Reuters
Um outdoor exibe o logotipo do Snapchat na Times Square, em Nova York, em 12 de março de 2015

A Snap Inc. anunciou hoje (10) novos programas em streaming para seu aplicativo de mensagens instantâneas Snapchat, que serão lançados ainda neste ano, e fechou parcerias com empresas de produção e escritores de Hollywood na esperança de reverter a queda em sua base de usuários. Os programas terão novos episódios diários e incluirão uma série de documentários chamada Growing up Is a Drag, sobre o amadurecimento de estrelas adolescentes, produzida por Bunim/Murray, a produtora por trás do reality show de sucesso Keeping Up with the Kardashians.

LEIA MAIS: Snapchat firma parceria com Amazon

A Snap disse que os episódios terão visualização rápida em dispositivos móveis e terão duração de cinco minutos. Cada programa terá uma página de perfil em que os espectadores poderão encontrar facilmente cada episódio. Isso poderia responder às críticas de usuários e anunciantes de que as redesigns recentes do aplicativo do Snapchat tornaram o uso confuso. Os episódios, como os programas existentes no Snapchat, incluirão seis segundos de publicidade obrigatórios.

Acompanhando a redução no número de assinantes, as ações da Snap caíram 52% desde o começo do ano. O Snapchat decolou com um serviço de postagens de vídeos efêmeros, mas logo o Facebook e o Instagram passaram a oferecer o mesmo produto, os Stories, e a concorrência vem dinamitando o negócio.

LEIA TAMBÉM: 5 dicas de Kylie Jenner para bombar nas mídias sociais

Na semana passada, vazou para a imprensa um comunicado interno o CEO da Snap, Evan Spiegel, com metas para atingir o lucro em 2019, por meio da atração de usuários mais velhos e pelo redesenho de seu aplicativo Android para melhor atender os mercados emergentes. Michael Nathanson, analista da MoffettNathanson, disse em uma nota ontem que a Snap está “perdendo terreno” e estimou que a empresa terá prejuízo de mais de US$ 1,5 bilhão no ano que vem.

As ações da Snap caíram quase 3% na terça-feira após a nota de Nathanson. A empresa também viu uma alta rotatividade entre seus executivos e disse em setembro que seu diretor de estratégia, Imran Khan, deixaria o cargo.

 

 

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).