UE deve aprovar compra do GitHub pela Microsoft

iStock
Acordo com o GibHub deve impulsionar os negócios de computação em nuvem da Microsoft

A gigante de tecnologia norte-americana Microsoft deve receber aprovação sem restrições do órgão regulador antitruste da União Europeia para a compra do site de codificação GitHub por US$ 7,5 bilhões, disseram hoje (8) duas pessoas com conhecimento sobre o assunto.

LEIA MAIS: Microsoft testa novo serviço de transmissão de videogames

A Microsoft anunciou o negócio em junho, sua maior aquisição desde a compra do LinkedIn por US$ 26 bilhões em 2016. O acordo com o GibHub deve impulsionar os negócios de computação em nuvem da norte-americana e desafiar a líder do mercado, a Amazon.

O GitHub, a maior plataforma de codificação do mundo, é utilizado por mais de 28 milhões de desenvolvedores. O site se tornará parte da unidade de Inteligência em Nuvem da Microsoft assim que a aquisição for finalizada.

O presidente-executivo da Microsoft, Satya Nadella, tentou amenizar as preocupações dos usuários de que o GitHub possa favorecer os produtos da Microsoft em detrimento dos concorrentes após o acordo, dizendo que o site continuaria sendo uma plataforma aberta que funciona com todas as nuvens públicas.

A Comissão Europeia, que deve decidir sobre a compra até 10 de outubro, não respondeu ao pedido de entrevista até o fechamento desta reportagem. A Microsoft também não falou sobre o assunto.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).