Vendas de anúncios do Twitter impulsionam lucro

Getty Images
Os usuários ativos mensais caíram para 326 milhões no terceiro trimestre, abaixo da previsão média de analistas de 331,5 milhões

O Twitter registrou hoje (25) receita e lucro acima das estimativas de Wall Street, com vendas mais altas compensando uma queda nos usuários mensais.

LEIA MAIS: Elon Musk e Fortnite travam guerra de memes no Twitter

A receita trimestral de publicidade aumentou 29% em relação ao ano anterior, para US$ 650 milhões, impulsionada pelo interesse de anunciantes em transmissões em redes sociais, incluindo a Live Nation Entertainment, Major League Baseball e Major League Soccer.

Isso levou a um aumento semelhante na receita geral ante um ano, para US$ 758 milhões, superando uma estimativa média de analistas de US$ 702,6 milhões, segundo dados da Refinitiv. A empresa divulgou lucro ajustado de US$ 0,21 por ação, bem acima de uma previsão média de US$ 0,14 por ação.

No entanto, o Twitter registrou um declínio maior do que o esperado em usuários ativos mensais no terceiro trimestre, a segunda queda trimestral consecutiva, e previu que o número cairá novamente no quarto trimestre, à medida que a plataforma excluiu contas em um esforço para remover usuários suspeitos de usar a rede social para fraude, incitação ao ódio e disseminação de informações falsas.

Os usuários ativos mensais caíram para 326 milhões no terceiro trimestre, abaixo da previsão média de analistas de 331,5 milhões, segundo a FactSet. O Twitter disse que espera que eles fiquem abaixo de 326 milhões no trimestre atual, abaixo da previsão média de 333,4 milhões. O uso do Twitter está estagnado há mais de um ano, fazendo com que os analistas se preocupem com o aumento do crescimento.

VEJA TAMBÉM: Twitter tem pior crescimento em número de usuários

Essas preocupações foram de certa forma compensadas pelos aumentos nas vendas de publicidade de vídeos que sugerem que a empresa está obtendo sucesso em gerar mais caixa para cada usuário e os investidores estão procurando evidências sólidas de que isso levaria a um crescimento sustentável em receita e lucros.

“O Twitter continua a ‘fazer muito com pouco’. O crescimento dos usuários é fraco, mas a empresa está obtendo mais dos usuários atuais”, disse Jim Cridlin, diretor global de inovação da agência de compra de mídia Mindshare, da WPP.

Os acordos de distribuição com a Major League Baseball dos Estados Unidos, a produtora de videogames Activision, a Sony Music e a Vice estão começando a atrair os anunciantes para os transmissões de vídeos premium ao vivo do Twitter, disse ele.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).