DowDuPont supera estimativas de lucro no 3º tri

O lucro ajustado da DowDuPont subiu 35%, para US$ 0,74 por ação

A DowDuPont superou as estimativas de Wall Street para lucro do terceiro trimestre, conforme reportado hoje (1), com a demanda mais forte por químicos usados em cosméticos, tintas e equipamentos de embalagens ajudando a compensar o crescimento lento do negócio agrícola da companhia.

LEIA MAIS: DowDuPont tem resultado melhor do que o esperado

A maior produtora de químicos do mundo, formada pela fusão no ano passado de US$ 130 bilhões da Dow Chemical e da DuPont, também anunciou que vai recomprar US$ 3 bilhões em ações nos próximos cinco meses.

O acirramento da disputa comercial entre a China e os Estados Unidos pesou sobre o setor agrícola, especialmente depois que Pequim aplicou uma tarifa de 25% neste ano à soja norte-americana, a mais valiosa exportação agrícola norte-americana para o país.

A DowDuPont disse, no mês passado, que sua unidade agrícola, que produz sementes e pesticidas, registrou uma despesa não caixa de US$ 4,6 bilhões, já que os produtores de sementes enfrentam mudanças na demanda como resultado das tarifas comerciais.

A China, maior importadora de soja do mundo, reduziu as compras de soja dos EUA e está comprando do Brasil.

A mudança levou os agricultores brasileiros a plantar mais soja, em vez de milho. Alguns fazendeiros dos EUA podem fazer a escolha oposta na primavera.

VEJA TAMBÉM: DowDuPont tem lucro acima do esperado no 1º tri

A disputa tarifária pode prejudicar os negócios agrícolas da DowDuPont nos EUA no ano que vem, devido à maior produção de soja na América Latina, disse o vice-presidente financeiro, Howard Ungerleider, em uma entrevista.

Ainda assim, Ungerleider sugeriu que o impacto pode não ser imediato. “Não vemos nenhum impacto material das tarifas [comerciais] sobre nossos negócios no quarto trimestre”, disse ele.

As vendas gerais da DowDuPont subiram 10% para US$ 20,1 bilhões no terceiro trimestre.

As vendas em seu negócio de ciência de materiais, que produz produtos químicos usados em cosméticos, material de embalagem, tintas e fluidos de freio, subiram 13%, para US$ 12,4 bilhões. A unidade é a principal contribuidora da receita da DowDuPont.

As vendas de unidade agrícola aumentaram 2%, US$ 1,91 bilhão.

E TAMBÉM: Ranking 2018 das maiores empresas do mundo tem menos brasileiras

Os custos de vendas, gerais e administrativos aumentaram quase 50%, para US$ 1,5 bilhão.

O lucro ajustado subiu 35%, para US$ 0,74 por ação, acima da estimativa média dos analistas de US$ 0,71, segundo dados da Refinitiv.

A DowDuPont, que está no processo de se separar em três companhias, disse que a cisão está caminhando. A divisão de ciência dos materiais, que se chamará Dow, deve ficar independente em 1º de abril.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).