Receita do Airbnb ultrapassa US$1 bi no terceiro tri

Resultado marca trimestre mais robusto da empresa antes do IPO, em 2019

A empresa de aluguel por temporada Airbnb disse hoje (16) sua receita no terceiro trimestre foi “substancialmente maior” que US$ 1 bilhão, marcando seu trimestre mais robusto antes da esperada oferta inicial de ações (IPO) no próximo ano.

LEIA MAIS: As 12 cidades mais populares no Airbnb

Contribuiu para o resultado o crescimento nos principais mercados internacionais, como Pequim e Cidade do México, bem como cidades menores, com a empresa se expandindo para além das cidades onde é acusada de restringir a oferta de imóveis, disse o Airbnb em um comunicado. A Reuters informou anteriormente que a receita do Airbnb para todo o ano de 2017 superou US$ 2,5 bilhões, dos quais US$ 1 bilhão no quarto trimestre.

A empresa está de olho em um IPO no ano que vem, depois de anunciar em fevereiro que não ingressaria na bolsa este ano, apesar das expectativas dos investidores em contrário. No entanto, o Airbnb permanece sem um diretor financeiro após a saída de Laurence Tosi, em fevereiro, uma posição crítica a ser preenchida antes de abrir o capital.

A Airbnb nos últimos meses se voltou para novos serviços e ofertas para impulsionar o crescimento, acrescentando casas de férias de luxo e hotéis à sua plataforma que começou em 2009 como um serviço baseado na Web para encontrar apartamentos e casas para alugar. A empresa também construiu um negócio de tours e atividades para os viajantes, em busca de novas fontes de receita.

Avaliada por investidores privados em US$ 31 bilhões, a empresa registrou seu primeiro ano no azul em 2017 e está em vias de gerar lucro também este ano.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).