Trump sinaliza possível acordo comercial com China

Getty Images
Ações chinesas disparam com aceno de encerramento da disputa comercial

As ações da China dispararam hoje (2), impulsionadas pela notícia que de que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está buscando um acordo comercial com o presidente chinês, Xi Jinping, e com os investidores aplaudindo uma nova promessa de Pequim de apoio a empresas privadas.

LEIA MAIS: Dólar cai abaixo de R$ 3,70 com exterior e política

O índice de blue-chips CSI300 fechou em alta de 3,56%, a 3.290,25 pontos, levando os ganhos da semana para 3,67%. O índice Shanghai Composite subiu 2,7% no dia, a 2.676,48 pontos, e acumulou avanço de 2,99% na semana.

Apesar dos ganhos consideráveis, ambos os índices permanecem muito abaixo de seus níveis no final de 2017. O CSI300 perdeu 18,37% este ano e o Shanghai Composite caiu 19,07%, ressaltando as preocupações sobre o impacto da disputa comercial entre Pequim e Washington no lucros corporativos e no crescimento econômico global.

As empresas de produtos básicos de consumo registrou ganhos particularmente fortes, subindo 6,23% durante o dia.

O subíndice do setor financeiro subiu 2,65%, as empresas do setor imobiliário avançaram 0,41% e o subíndice de saúde subiu 5,28%.

As ações registraram ganhos sólidos em toda a sessão matutina, e se recuperaram ainda mais na segunda parte do pregão, após notícia da “Bloomberg” afirmar que Trump está interessado em chegar a um acordo comercial com Xi na cúpula do G20 na Argentina no final deste mês, e determinou a autoridades norte-americanas para começarem a redigir os termos potenciais.

VEJA TAMBÉM: Crescimento do emprego nos EUA salta em outubro

A notícia veio depois que os dois líderes expressaram otimismo sobre a resolução de suas disputas comerciais após um telefonema. A incerteza sobre o comércio global tem sido um dos principais fatores por trás da recente derrocada do mercado acionário, com dados econômicos recentes apontando para um aprofundamento do impacto global da guerra comercial.

. Em Tóquio, o índice Nikkei avançou 2,56%, a 22.243 pontos.

. Em Hong Kong, o índice HANG SENG subiu 4,21%, a 26.486 pontos.

. Em Xangai, o índice SSEC ganhou 2,70%, a 2.676 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 3,56%, a 3.290 pontos.

. Em Seul, o índice KOSPI teve valorização de 3,53%, a 2.096 pontos.

. Em Taiwan, o índice TAIEX registrou alta de 0,63%, a 99.906 pontos.

. Em Singapura, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,81%, a 3.116 pontos.

. Em Sydney, o índice S&P/ASX 200 avançou 0,14%, a 5.849 pontos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).