VW poderá fabricar até 50 milhões de carros elétricos

Getty Images
Montadora alemã busca ampliar capacidade de produção nos EUA

A Volkswagen poderá fabricar até 50 milhões de carros elétricos sob sua nova plataforma de veículos e está buscando ampliar a capacidade de produção nos Estados Unidos, afirmou o presidente-executivo da montadora alemã, Herbert Diess, à “Automotive News”.

LEIA MAIS: MRV e Renault testam carros elétricos compartilhados

“Montamos a fábrica em Chattanooga, nos EUA, sempre com a ideia de poder ampliá-la”, disse Diess à publicação. “A fábrica ainda é muito pequena e estamos discutindo diferentes opções, pode ser carros elétricos, pode ser um derivado do Atlas (SUV), ainda está em aberto.”

O executivo afirmou ainda que VW e Ford estão discutindo uma ampliação de cooperação, principalmente em veículos comerciais. “O que estamos discutindo é sobre compartilhar algumas plataformas e locais de manufatura nos EUA, o que faz sentido. E, com o diálogo, podemos encontrar outras opções, mas isso será o foco principal, se chegarmos a uma conclusão.”

A Ford poderia ajudar a Volkswagen a desenvolver uma sucessora global para a picape Amarok, disse Diess.

Enquanto isso, a montadora alemã está aberta a licenciar a plataforma de carros elétricos MEB para terceiros, reiterou o executivo, explicando que isso seria uma forma de elevar economias de escala. “Hoje, temos centenas de diferentes motorizações em nossa indústria e há muita diferenciação. Eu acho que isso vai reduzir, porque as células de baterias se tornarão muito similares por causa da mesma base química”, explicou.

O executivo afirmou que a Volkswagen poderá fabricar 50 milhões de carros elétricos no mundo a partir de 2020 e que assegurou acordos de fornecimento de baterias para eles. Segundo ele, o licenciamento da MEB para outras montadoras de veículos poderá gerar ganhos de eficiência. “É mais algo sobre economia de escala. O conjunto de bateria, em um futuro previsível, continuará sendo mais caro que um motor a combustão, então eu acho que faz muito sentido produzir mais volume.”

VEJA TAMBÉM: O que falta para os carros elétricos invadirem o Brasil

Um porta-voz da Volkswagen afirmou que o número mencionado por Diess é um objetivo teórico de longo prazo para a plataforma MEB. A atual plataforma de veículos do grupo Volkswagen, MQB, atingiu cerca de 50 milhões de veículos a combustão ao longo de várias marcas e muitos anos, disse ele.

O grupo Volkswagen vendeu 10,7 milhões de veículos em 2017.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).