IPO derruba valor de mercado da operadora da SoftBank

Getty Images
Os papéis do Softbank fecharam a 1.282 ienes, 14,5% abaixo do preço de IPO de 1.500 ienes

As ações da operadora de telefonia móvel japonesa SoftBank Corp recuaram 15% na estreia na bolsa de valores de Tóquio, eliminando US$ 9 bilhões de seu valor de mercado após uma oferta pública inicial (IPO) recorde. O movimento ocorreu em meio a preocupações com uma recente interrupção do serviço e a exposição da empresa à fabricante chinesa Huawei.

LEIA MAIS: IPO do SoftBank vê forte demanda apesar de Huawei

A fraca estreia da unidade do gigante japonês de investimentos em tecnologia SoftBank Group sinalizou a preocupação de investidores japoneses sobre a empresa e o mercado de telecomunicações do país, apesar do carisma do fundador do grupo, Masayoshi Son.

Essa estreia é incomum no mercado japonês. Dos 82 IPOs até o momento este ano, a listagem de US$ 23,5 bilhões da SoftBank Corp foi apenas a sétima a estrear abaixo do preço da oferta.

Os papéis fecharam a 1.282 ienes, 14,5% abaixo do preço de IPO de 1.500 ienes, conferindo à companhia um valor de mercado em torno de 6,1 trilhões de ienes – cerca de 1,1 trilhão abaixo do valor no momento do IPO.

“Estava além de nossas expectativas que as ações cairiam tanto”, disse um executivo sênior de um dos principais coordenadores da listagem, recusando-se a ser identificado por não estar autorizado a discutir o assunto com a imprensa.

Durante o período do IPO, a terceira maior operadora de telefonia móvel do Japão em número de clientes sofreu uma rara interrupção de serviço em todo o país, o que, segundo a empresa, não afetaria os lucros ou dividendos.

VEJA TAMBÉM: SoftBank deve trocar equipamentos da Huawei

Somando-se às preocupações dos investidores, o relacionamento da SoftBank com a Huawei foi submetido a um exame minucioso depois que governos de todo o mundo excluíram a empresa chinesa por causa de preocupações de que seus equipamentos pudessem facilitar espionagem chinesa, o que a Huawei nega. Na semana passada, fontes disseram à Reuters que o SoftBank planeja substituir os equipamentos de rede da empresa.

Mesmo antes de o SoftBank dar início ao processo de IPO em novembro, havia incerteza sobre as perspectivas de crescimento da indústria japonesa de telefonia móvel depois que o governo disse que havia espaço para as operadoras cortarem tarifas em até 40%.

Em resposta, Son disse que a SoftBank Corp aumentará a automação e reduzirá número de pessoal em suas operações móveis em 40% nos próximos dois a três anos, concentrando-se em novas áreas de crescimento, como o aplicativo de pagamentos PayPay.

O SoftBank está prevendo um crescimento de receita de 3,3% e 9,7% de crescimento do lucro operacional no ano fiscal que termina em março em comparação com o ano anterior, com resultados sustentados pela demanda por serviços de internet de alta velocidade.

Já está no disponível no app ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under 30.

Baixe o app na Play Store ou no App Store

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).