JBS nomeia Gilberto Tomazoni como novo CEO

Paulo Whitaker/Reuters
Executivo assume lugar de José Batista Sobrinho, 84, fundador da companhia

A JBS anunciou hoje (4) a nomeação de Gilberto Tomazoni como novo presidente-executivo, concluindo um processo de sucessão iniciado 15 meses atrás, após a prisão de Wesley Batista. Tomazoni, que ingressou na companhia em 2013 após passagens pela Bunge e pela Sadia (hoje parte da BRF), era o chefe global de operações da JBS desde 2017. Tomazoni assume de imediato no lugar de José Batista Sobrinho, fundador da companhia e hoje com 84 anos de idade, que seguirá como membro do conselho de administração da JBS.

LEIA MAIS: JBS faz recall de cerca de 2,9 mil toneladas de carne nos EUA

Sobrinho assumiu em setembro do ano passado, depois de seu filho Wesley, que comandava a JBS, ter sido preso sob acusação de uso de informação privilegiada no mercado financeiro, na esteira de um acordo de colaboração com a Procuradoria-Geral da República.

A decisão provocou forte reação de acionistas, como do BNDESPar, braço de participações do BNDES, que tinha 21,3% da companhia e defendia abertamente o afastamento da família Batista do comando da empresa.

Desde então, Tomazoni já era apontado como um dos mais cotados para assumir o comando do grupo dentro de um processo de sucessão. A companhia realiza uma teleconferência com analistas e investidores amanhã (5) para mais informações sobre a troca de comando da empresa.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).