Qualcomm obtém liminar que proíbe modelos de iPhones na China

Getty Images
O tribunal considerou que a empresa norte-americana violou patentes da fornecedora de chips

A Qualcomm disse hoje (10) que ganhou uma liminar de um tribunal chinês que proíbe a importação e venda de vários modelos de iPhones da Apple na China.

LEIA MAIS: Mercado chinês representa desafio para novos iPhones

O tribunal considerou que a Apple violou duas das patentes de software da Qualcomm relacionadas ao redimensionamento de fotografias e ao gerenciamento de aplicativos em uma tela sensível ao toque.

A liminar afeta modelos a partir do iPhone 6S até o iPhone X vendidos com versões mais antigas do sistema operacional iOS da Apple. A Qualcomm, maior fornecedora de chips para celulares do mundo, entrou com o processo no final de 2017 na China.

Em declaração, a Apple disse que seus iPhones permanecem a venda no país, com um novo software. “A Apple continua se beneficiando de nossa propriedade intelectual enquanto se recusa a nos compensar”, disse Don Rosenberg, conselheiro jurídico da Qualcomm, em um comunicado.

As ações da Apple recuavam mais de 2%.

Como as patentes dizem respeito a software, a Apple pode fazer alterações em seu software para evitar as patentes e ainda conseguir vender seus aparelhos.

VEJA TAMBÉM: Apple corta pedidos de produção dos novos iPhones

Em um comunicado, a Apple disse que todos os modelos do iPhone continuam disponíveis para seus clientes na China. Os novos iPhones usam a versão mais recente do sistema operacional móvel iOS 12.

“O esforço da Qualcomm para proibir nossos produtos é outro movimento desesperado de uma empresa cujas práticas ilegais estão sendo investigadas por reguladores em todo o mundo”, disse a Apple.

As patentes do processo, que a Qualcomm disse nesta segunda-feira (10) que foram confirmadas pelo escritório chinês de patentes, são separadas daquelas contestadas em outros casos em sua ampla disputa judicial com a Apple.

A Qualcomm também pediu aos reguladores dos Estados Unidos para proibirem a importação de vários modelos de iPhone devido a preocupações com patentes, mas as autoridades norte-americanas até agora se recusaram a fazê-lo.

Os modelos específicos afetados pela decisão preliminar na China são o iPhone 6S, o iPhone 6S Plus, o iPhone 7, o iPhone 7 Plus, o iPhone 8, o iPhone 8 Plus e o iPhone X.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).