Airbus fica atrás da Boeing em encomendas em 2018

Getty Images
A Airbus registrou 747 pedidos líquidos em 2018, queda de 33% contra o ano anterior

A europeia Airbus ficou novamente atrás na disputa de pedidos contra a rival norte-americana Boeing, caindo para sua menor participação no mercado de jatos de US$ 150 bilhões em seis anos, apesar do aumento de um produto canadense recém-adquirido, mostraram hoje (9) novos dados.

LEIA MAIS: Bilionária do sudeste asiático fecha acordo com Airbus

A Airbus registrou 747 pedidos líquidos em 2018, queda de 33% contra o ano anterior, incluindo 135 para o jato A220, que comprou da Bombardier em julho. A Boeing ganhou a corrida de pedidos pela primeira vez desde 2012, com 893 pedidos líquidos.

A companhia europeia entregou 800 jatos, um aumento de 11%, incluindo o pequeno modelo A220, deixando a Boeing como a maior fabricante de aviões do mundo pelo sétimo ano consecutivo.

Embora a Boeing tenha perdido a meta de entrega e a Airbus baixado a meta anteriormente devido a tensões na indústria na cadeia global de suprimentos, a forte demanda por jatos de passageiros expandiu o total de entregas em 8%, o ritmo mais rápido em seis anos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).