Apple corta previsão trimestral, e ações recuam

REUTERS
Empresa citou enfraquecimento de vendas na China como motivo

As moedas e ações dos mercados emergentes caíram nesta quinta-feira (3), conforme os investidores acumularam ativos seguros depois que a Apple emitiu um alerta de receita que alimentou os temores sobre uma desaceleração no crescimento global e provocou uma queda acentuada no sentimento sobre ativos de risco.

LEIA MAIS: Apple construirá novo campus de US$ 1 bilhão no Texas

A Apple, fabricante do iPhone, cortou sua previsão trimestral de vendas, citando as fracas vendas na China como motivo, provocando fraqueza nos mercados mundiais.

As moedas emergentes recuaram sem se beneficiar de um dólar mais fraco, enquanto os mercados de ações da Coreia do Sul e de Taiwan também registraram perdas.

As ações de tecnologia nos mercados emergentes sofreram o impacto da fraqueza, com o índice do setor registrando seu menor fechamento em mais de dois meses.

Koon Chow, estrategista de mercados emergentes da UBP, disse que as quedas que muitas moedas de mercados emergentes sofreram em 2018 já haviam antecipado um cenário macro mais difícil. No entanto, mais movimentos podem ser reservados para moedas como a lira da Turquia, que negociaram de forma bastante estável nos últimos dois meses do ano.

A lira da Turquia, que encerrou 2018 com queda de mais de 28%, recuou cerca de 0,8% nesta quinta-feira.

VEJA TAMBÉM: Amazon permitirá Apple Music em seus dispositivos Echo

A moeda turca também recuou cerca de 9,2% contra o iene, à medida que os investidores de varejo japoneses venderam suas posições. Um movimento de magnitude semelhante foi visto pela última vez em agosto do ano passado, quando a Turquia foi atingida por uma crise cambial.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).