Atividade industrial da China encolhe pela 1ª vez em 19 meses

Reuters
Setor chinês passa por crescentes apuros, de acordo com pesquisa oficial

A atividade industrial da China contraiu pela primeira vez em 19 meses em dezembro uma vez que as encomendas de exportação e domésticas continuaram a enfraquecer, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

LEIA MAIS: Confiança da indústria pode ter pior nível em 1 ano

A leitura se encaixa com a pesquisa oficial divulgada na segunda-feira que mostrou crescentes apertos no setor industrial da China, importante fonte de empregos, e reforça a visão de que a economia está perdendo mais força.

O PMI final de indústria do Caixin/Markit para dezembro, divulgado nesta quarta-feira, caiu a 49,7, de 50,2 em novembro, registrando a primeira contração desde maio de 2017.

Economistas consultados pela Reuters projetavam um recuo apenas marginal para 50,1, e pouco acima da marca de 50 que separa crescimento de contração.

As novas encomendas, um indicador de atividade futura, caíram pela primeira vez em dois anos e meio, com as empresas divulgando demanda fraca apesar de alguns descontos de preços. As novas encomendas de exportação encolheram pelo nono mês seguido.

Embora a produção tenha avançado após dois meses de estagnação, as fábricas cortaram empregos pelo 62º mês seguido.

Já está disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).