Dólar tem alta enquanto aguarda Previdência

iStock
Às 10h28, a moeda norte-americana avançava 0,89%, a R$ 3,7675 na venda

O dólar registra alta ante o real na manhã de hoje (17), com o mercado aguardando sinalizações mais contundentes do governo sobre a Previdência e acompanhando o exterior, em meio a uma cautela renovada devido às negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

LEIA MAIS: Dólar tem pouca variação ante real

Às 10h28, a moeda norte-americana avançava 0,89%, a R$ 3,7675 na venda, após terminar a sessão anterior em alta de 0,24%, a R$ 3,7342. O dólar futuro operava em alta de cerca de 0,7%.

“No fundo estamos em modo de espera por questões internas, estamos na expectativa de divulgação dos detalhamentos da Previdência”, explicou o economista da Tendências Consultoria Silvio Campos Neto, que citou também a expectativa pela eleição dos presidentes das duas casas do Congresso, prevista para início de fevereiro.

Há expectativa de que Bolsonaro bata o martelo sobre a Previdência ao retornar da viagem a Davos, após o dia 25 de janeiro, informou o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, na segunda-feira (14).

No cenário externo, o otimismo do mercado com as negociações comerciais entre EUA e China foi contido por uma escalada nas tensões, relacionada a uma notícia de que parlamentares dos EUA propuseram uma legislação que proíbe a venda de chips norte-americanos ou outros componentes para a Huawei Technologies ou outras companhias chinesas que violam sanções do país ou regras de controle de exportações.

“Certamente [a questão EUA-China] é um dos fatores que gera mais cautela, o mercado vinha com uma percepção melhor dessas relações comerciais… Apesar de não ser diretamente relacionada à questão comercial, claro que isso gera ruído, segura esse ímpeto otimista que vinha havendo”, disse Campos Neto.

VEJA TAMBÉM: Dólar sobe ante real em dia de votação do Brexit

Na noite de ontem (16), o Parlamento britânico voltou a se reunir para um voto de desconfiança contra a premiê, Theresa May, derrotada na véspera (15) após ver seu acordo de Brexit rejeitado por parlamentares.

May saiu vitoriosa da votação recente, mas a situação do Brexit segue indefinida. A premiê tentará buscar nesta quinta-feira um acordo de separação de última hora com o Parlamento. “A situação ainda é muito delicada porque há um prazo muito curto pra apresentar um novo plano, é pouco provável que ela se mantenha no cargo e a situação do Brexit ainda é totalmente indefinida, está tudo em aberto”, diz o especialista.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 13,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de fevereiro, no total de US$ 13,398 de dólares. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).