Inhotim esvaziado após tragédia da Vale em Brumadinho

Washington Alves/Reuters
Visão geral de barragem da Vale que rompeu em Brumadinho, em 25/1/2019

O Instituto Inhotim, um dos maiores centros de arte ao ar livre da América Latina e localizado em Brumadinho (MG), foi esvaziado por segurança após o rompimento de barragem de mineração da Vale e deve permanecer o fim de semana fechado, informou o instituto em nota divulgada em suas redes sociais. Segundo comunicado, a partir de recomendação da Polícia Civil, o instituto esvaziou a área de visitação do museu e orientou visitantes e funcionários a deixar o local.

LEIA MAIS: Ações da Vale caem 7% nos EUA por rompimento de barragem

O instituto informa que, por ora, a área do Inhotim não foi atingida, assim como não foram registrados feridos ou prejuízos às obras, instalações ou jardins do museu. Ainda de acordo com a nota, o instituto permanecerá fechado “em solidariedade” ao município e a todos os atingidos. “Aguardamos mais informações para definir a data de reabertura.”

Também em nota, o Ministério do Turismo lamentou “profundamente” o rompimento da barragem, e prestou solidariedade à comunidade afetada. A pasta reconhece que a maior preocupação, no momento, dever ser com as “vidas impactadas pela tragédia”, mas destaca que ela afeta o Instituto Inhotim, “importante atrativo turístico do Brasil”.

“Desde já, o Ministério do Turismo se coloca à disposição para trabalhar em parceria com outros órgãos do governo no amparo às famílias e na recuperação da região para minimizar o impacto da catástrofe e, por meio do turismo, ajudar a comunidade a superar o trauma e retomar a vida.”

Uma barragem da mina de ferro Feijão, da Vale, rompeu-se no município de Brumadinho no início da tarde desta sexta-feira, atingindo parte da comunidade da Vila Ferteco e a área administrativa da companhia, deixando feridos.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).