Lucro líquido do BofA sobe para US$ 7,04 bi no trimestre

Forbes
A receita subiu em três dos quatro principais negócios do Bank of America

O lucro trimestral do Bank of America superou as expectativas de analistas hoje (16), conforme a crescente carteira de empréstimos ajudou a contornar a volatilidade do mercado no fim de ano.

LEIA MAIS: Oi contrata BofA Merrill Lynch e Boston Consulting

Sob o comando do presidente-executivo, Brian Moynihan, o BofA reduziu custos ao mesmo tempo em que apertou os controles de riscos, o que impulsionou a lucratividade, embora também tenha pesado sobre alguns negócios como banco de investimento.

O segundo maior banco dos Estados Unidos se beneficiou de um crescimento de 4% em empréstimos a pessoas físicas e de 2% em empréstimos corporativos no quarto trimestre, o que o permitiu gerar mais receita com taxas de juros mais altas.

A receita subiu em três dos quatro principais negócios do Bank of America. Os mercados globais, que incluem atividade de corretagem, registraram queda na receita durante o turbulento trimestre para os mercados que espelharam declínios em rivais.

As ações do BofA saltavam 5% nesta quarta-feira.

VEJA TAMBÉM: BofA tem lucro acima do esperado no 2º tri

O lucro líquido atribuído aos acionistas subiu para US$ 7,04 bilhões no trimestre, US$ 0,70 por ação, de US$ 2,08 bilhões, ou US$ 0,20 por ação, um ano antes, quando o banco teve uma despesa de quase US$ 3 bilhões ligada à reforma tributária nos EUA.

Analistas, em média, previam lucro de US$ 0,63 por ação, de acordo com dados da IBES Refinitiv.

A receita líquida avançou 11% na comparação anual, para US$ 22,7 bilhões.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil (copyright@forbes.com.br).